25.5 C
Guanambi
19.4 C
Vitória da Conquista

Temporal de 150 mm em Irecê provocou alagamentos e deixou desalojados

9,098FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever
Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Advertisement

Choveu muito na noite desta segunda-feira (2) em Irecê, no Centro-Norte Baiano. O pluviômetro da estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), instalado na Conab, localizada às margens do trevo das BA’s 433 e 442, registrou acumulado de 135 mm até as 3h desta terça-feira (3). No entanto, moradores informaram que um pluviômetro na região central da cidade registrou precipitação de 150 mm.

Em um intervalo de menos de uma hora, entre aproximadamente 18h30 e 19h30, a estação registrou chuva de mais de 70 mm. A chuva seguiu forte até por volta das 20h e continuou chovendo de forma mais branda no início da madrugada.

Nos vídeos enviados pelos moradores é possível ver que as ruas da cidade ficaram alagadas, deixando veículos parcialmente cobertos pela água. Vários pontos de alagamentos foram registrados em diversos bairros e algumas famílias ficaram desalojadas. A água também invadiu parte do Hospital Regional e da Delegacia de Polícia Civil.

Em sua rede social, o prefeito Elmo Vaz (PSB) emitiu uma nota informando que foi iniciada uma ação emergencial par acolher as famílias afetadas pela enchente e pedindo ajuda da população para o fornecimento de abrigo, alimentação, cobertores, colchões e outras necessidades. A creche do bairro Silva Pereira, a Escola ACM no Recanto das Árvores e o Colégio Odete foram preparados para servirem de alojamento e ponto de recebimento de doações.

- Advertisement -

O prefeito disse ainda que “as chuvas vieram numa proporção não imaginada e hoje estamos vivenciando um dos maiores temporais da história de Irecê”. Não foi informado quantas casas e estabelecimento comerciais foram invadidos pela enxurrada e nem quantas famílias precisaram deixar suas casas.

Na manhã desta segunda-feira (3), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), por meio do Centro Virtual de para Avisos de Eventos Meteorológicos Extremos na América Latina (Alerter-AS), emitiu alerta na categoria “Perigo” (cor laranja) para toda a metade norte do Estado da Bahia, incluindo a região da capital Salvador, além de regiões do Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Sergipe.

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastre Naturais (Cemaden) registrou grandes precipitações em algumas cidades baianas. Os maiores volumes em 24 horas foram registrados em Lapão, 146,6 mm, Ibipiranga, 127,4 mm, Boquira, 110 mm e Juazeiro, 104 mm.

Já o Inmet registrou grandes volumes nas últimas 24 horas em Senhor do Bonfim, 95 mm, Piatã 93 mm e Brumado 90 mm.

Desde sábado, uma Zona de Convergência do Atlântico Sul foi formada e vem trazendo chuvas para boa parte da Bahia e outras regiões do país. Por conta de um área de baixa pressão sobre o oceano estar posicionada na altura da Região Sudeste, o deslocamento do canal de umidade foi formado mais ao norte de sua posição inicial, fazendo a chuva avançar ao norte da região Sudeste, favorecendo a formação de temporais temporais também em cidades baianas e de outros Estados do Nordeste.

Em Vitória da Conquista, na noite do último sábado, um temporal deixou ruas alagadas e a enxurrada chegou a arrastar automóveis em algumas vias. Em Caetité, uma rua ficou destruída pela força da água, que abriu valas e deixou as tubulações de água e esgoto expostas.

A previsão é que o tempo continue chuvoso em Irecê pelo menos até o fim da semana, podendo voltar a ocorrer temporais na região.

 

Bahia Temporal de 150 mm em Irecê provocou alagamentos e deixou desalojados

Deixe uma resposta

Relacionadas