31.1 C
Guanambi
24.1 C
Vitória da Conquista

Ponte sobre Riacho do Belém não resiste às primeiras chuvas e deixa comunidades isoladas

9,096FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever

Últimas Notícias

Mais Lidas

Advertisement

A ponte sobre o Riacho do Belém, inaugurada antes das eleições municipais, realizadas no dia 15 de novembro, não resistiu as chuvas registradas em Guanambi, nos últimos dias. A estrutura que liga as comunidades de Sacouto, Belém, Olhos D’água da Pedra, Pajeú de Josefino e Barreiro ao Centro da cidade, foi levada pela enxurrada, neste domingo (22). Sem a passagem, moradores precisam rodar vários quilômetros para conseguir acesso à cidade.

Nas redes sociais, moradores das localidades vêm solicitando um parecer da Prefeitura de Guanambi sobre o ocorrido. Em uma publicação no Facebook, um morador questionou qual base foi usada para a execução da obra, pontuando que duas manilhas não resistiriam ao volume de água do Riacho.

Além disso, ele destaca que os moradores da região avisaram aos responsáveis que a obra não suportaria o volume de água. Um vídeo registrado na manhã deste domingo, mostra que toda a estrutura da ponte foi levada pela força da correnteza. Moradores da região conhecida como Gado Bravo, onde estão as nascentes do riacho, relataram que o acumulado de chuva no fim de semana foi superior a 100 mm nas localidade.

A reportagem da Agência Sertão entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Guanambi e com a Secretaria de Infraestrutura, no entanto, até a publicação da matéria as referidas instituições não responderam aos questionamentos. A Secretaria de Infraestrutura disse que só responderia por meio de solicitação impressa.

- Advertisement -

Chuvas em Guanambi

Em relação as chuvas, o acumulado registrado pela Agência Sertão em Guanambi até o momento é de 286 mm entre outubro e novembro. O volume é quase o triplo do registrado entre outubro e dezembro de 2019, quando o acumulado foi de apenas 103 mm.

A chuva dará uma trégua nos próximos dias, no entanto, há previsão de que elas voltem a partir do início da segunda semana de dezembro. Os volumes devem ser mais baixos do que os registrados no decorrer da última semana.

Riacho do Belém

O Riacho do Belém nasce a cerca de mil metros de altitude, próximo à região conhecida como Gado Bravo, no Distrito de Morrinhos. Ele percorre várias comunidades rurais até chegar pela região Leste de Guanambi.

Riacho Belém nasce a mais de mil metros de altitude próximo às regiões de Gado Bravo e Curral de Varas. Sua foz é no Carnaíba de Dentro, próximo ao bairro Santa Catarina. Mapa: Windy.com

Na cidade, ele margeia o Bairro Beija-Flor e deságua no lago do Parque da Cidade. De lá, ele corta o bairro Sandoval Moraes e segue em direção ao desague no Rio Carnaíba de Dentro, antes disso recebe toda a água do escoamento central da cidade de Guanambi pelo conhecido canal da Feira.

Política Administração Pública Ponte sobre Riacho do Belém não resiste às primeiras chuvas e deixa...

Deixe uma resposta

Relacionadas