24.3 C
Guanambi
19.8 C
Vitória da Conquista

Brasil vive ‘início de 2ª onda’ de Covid-19, apontam pesquisadores

9,092FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever

Últimas Notícias

Mais Lidas

Advertisement

Pesquisadores brasileiros afirmaram nesta segunda-feira (23), por meio de nota, que o Brasil vive o “início de uma 2ª onda” da Covid-19. A afirmação foi feita baseada em dados da pandemia do coronavírus no país. O grupo é formados por cientistas de diferentes universidades públicas brasileiras.

Segundo o G1, os pesquisadores apontam três fatores para o “aumento explosivo” ou “manutenção da grande circulação do vírus”:

  • falta de “testagem sistemática com rastreamento de casos”
  • falta de uma “política central coordenada, clara e eficaz de enfrentamento da situação”
  • “afrouxamento das medidas de isolamento sem evidências empíricas, sem uma análise cuidadosa por uma painel de especialistas”

“O início de uma segunda onda de crescimento de casos já é evidente em quase todos os estados, de forma particularmente preocupante nas regiões mais populosas do país”, afirmam os pesquisadores na Nota Técnica – 22/11/2020 Situação da Pandemia de Covid-19 no Brasil.

Bahia 

O secretário de Saúde de Salvador, Léo Prates, anunciou nas redes sociais, neste sábado (21), que serão reabertos 30 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com a Covid-19, na capital baiana. A informação foi seguida de uma alerta: “As pessoas precisam entender que a pandemia não acabou”.

- Advertisement -

De acordo com o secretário, a reabertura foi determinada pelo prefeito ACM Neto. Primeiro, serão reabertos 10 leitos no Hospital Municipal de Salvador. Na segunda fase, outros 20 voltarão a funcionar no Hospital Memorial. Ainda não há previsão de datas.

A situação volta a preocupar as autoridades já que as taxas de ocupação dos leitos estão subindo novamente. Segundo o secretário, neste sábado a taxa de ocupação de UTI para Covid-19 chegou a 62%. O número é superior a sexta-feira (20), quando a ocupação de leitos de UTI, com base no boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), era de 58%.

O secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, fez um alerta acerca do agravamento da Covid-19 em Feira de Santana e pediu uma ação da prefeitura feirense para conter o avanço da doença.

“A situação da Covid-19 em Feira de Santana voltou a agravar-se. Taxas de ocupação de UTI superiores a 90%. É preciso atitude urgente do poder público municipal”, disse o secretário, em uma publicação nas redes sociais.

Vilas-Boas também publicou um gráfico com a taxa de ocupação das unidades de terapia intensiva em todo o estado, estabilizada na faixa dos 55%.

Também neste sábado,  o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas Boas, usou as redes sociais,  para fazer um alerta sobre a situação da Covid-19 em Feira de Santana. Segundo ele, a situação é grave.  — Foto: Reprodução / Redes Sociais

Bahia Brasil vive 'início de 2ª onda' de Covid-19, apontam pesquisadores

Deixe uma resposta

Relacionadas