30.3 C
Guanambi
21.3 C
Vitória da Conquista

Governo da Bahia proíbe shows e eventos, independente da lotação

9,061FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever
Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Advertisement

O governador Rui Costa (PT) anunciou na noite desta quinta-feira (3) a edição de um decreto proibindo shows e eventos, independente do número de participantes. A norma será publicada na edição desta sexta-feira (3), do Diário Oficial do Estado.

A publicação nas redes sociais veio acompanhada de uma reportagem exibida esta noite no Jornal Nacional, relatando o aumento dos casos e da procura por atendimentos na Bahia. “O sinal de alerta está mesmo ligado na #Bahia, como mostrou há pouco o Jornal Nacional. Inclusive, no Diário Oficial de amanhã, publicaremos atualização do decreto nº 19.586 proibindo shows e eventos, independente do número de participantes”, disse Rui.

Ele afirmou ainda que o decreto tem validade até o próximo dia 17, “com indicativo de renovação, caso as taxas permaneçam altas ou crescentes”. Por fim, Rui Costa reforçou a importância dos cuidados. A pandemia não acabou. “Vamos evitar aglomerações, usar máscara e álcool gel. Todos juntos contra o coronavirus!”.

Em setembro, o Governo do Estado voltou a autorizar a realização de eventos para até 100 pessoas. Em outubro o limite foi ampliado para até 200 participantes. As flexibilizações nas medidas de distanciamento social ocorreram no momento de campanha eleitoral nos municípios. Na avaliação do governador, estes eventos, e principalmente as comemorações dos eleitos, contribuíram para o aumento de casos em todo o estado.

- Advertisement -

“Não comprem ingresso de festa porque vai perder o dinheiro”

Com a chegada do final do ano, a possibilidade de festas e aglomerações aumenta, o que é perigoso em tempos de covid-19. O governador Rui Costa afirmou nesta quinta-feira (2) que o governo fará um “monitoramento rigoroso” até nas redes sociais para flagrar estabelecimentos que façam festas nesse período.

“Não será permitida nenhuma festa de final de ano em dezembro. Vamos fazer um monitoramento rigoroso inclusive em redes sociais para que qualquer estabelecimento que esteja fazendo festa seja fiscalizado e até interditado pela polícia se desrespeitar as regras e fazer festas no Réveillon. Isso não será permitido e a polícia atuará preventivamente”, alertou Rui, durante entrega de viaturas novas no CAB. Ele disse que a “vida humana é mais importante que o faturamento da festa”.

“É melhor ficar sem as festas do fim de ano do que ficar sem emprego, já que uma maior contaminação por causa disso pode ocorrer restrições no comércio e em estabelecimentos. Para os baianos, eu digo que não comprem ingresso de festa porque vai perder o dinheiro e a festa não vai acontecer”, diz. O monitoramento já está sendo feito para tentar verificar a organização de possíveis festas. “Já estamos cientes de algumas festas anunciadas que serão monitoradas, notificadas e, se insistirem em fazer, interrompidas”, garantiu.

Boletim Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.268 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,8%) e 3.284 recuperados (+0,8%). Dos 412.685 casos confirmados desde o início da pandemia, 392.615 já são considerados recuperados, 11.734 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (24,38%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ibirataia (9.371,73), Aiquara (7.017,54), Itabuna (6.962,19), Madre de Deus (6.874,32), Almadina (6.808,20).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 809.829 casos descartados e 114.924 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (03/12).

Na Bahia, 32.480 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence

Política Administração Pública Governo da Bahia proíbe shows e eventos, independente da lotação

Deixe uma resposta

Relacionadas