28 C
Guanambi
24.6 C
Vitória da Conquista

eSports ganham cada vez mais espaço na Bahia

9,211FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever

Últimas Notícias

Mais Lidas

Os chamados eSports, ou esportes eletrônicos já são uma realidade não só no dia a dia de quem gosta de acompanhar ou jogar, mas também para quem tem pretensões de carreira. Assim como ocorre com os esportes tradicionais, equipes do Brasil inteiro buscam por talentos para disputarem campeonatos que podem render milhões.

Apesar de os eSports terem ganhado força nos últimos anos, não é de hoje que jogar online é uma febre entre os jovens. Já há décadas o popular jogo de tiro Counter Strike e a franquia de futebol Fifa ganham milhões de adeptos todos os anos e até mesmo clássicos como os slots, o blackjack e o poker tem mostrado crescimento na internet.

Portanto, a explosão dos eSports não soa exatamente como uma novidade, mas sua profissionalização em diferentes regiões do Brasil tem despertado a atenção do mundo.

Os eSports na Bahia 

No estado da Bahia não é diferente. Além de equipes do estado já serem destaque em campeonatos regionais, como a Copa Nordeste de League of Legends, sua presença é cada vez mais comum nas principais competições nacionais, como o Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) e a Liga Nacional de Futebol Eletrônico.

Mas a ascensão dos atletas baianos não ocorreu do dia para a noite. O estado conta com dois grandes gaming offices (o equivalente a um centro de treinamento de uma equipe) que têm ganhado cada vez mais adeptos nos últimos anos. Um deles, o Celestial WolfsGaming, ou simplesmente CWG, fechou no ano passado uma parceria com Arena Fonte Nova, o que permitirá que seus eventos tenham ainda mais sofisticação – e consequentemente visibilidade.

O crescimento dos jogos eletrônicos na Bahia não é positivo apenas para os atletas ou quem trabalha com essas equipes. O interesse do público em geral também cresce, o que gera interesse do mercado e faz com que o negócio dos games ganhe força. Foi a partir dessa dinâmica que eventos como a Expogames UniFG superaram as expectativas tanto dos visitantes quando dos realizadores.

Projeção nacional

Por conta do crescimento dos eSports, do surgimento de gaming offices e de cada vez mais equipes, fez-se necessária a criação de uma entidade que pudesse administrar os torneios, as equipes e unir o meio. Foi assim que surgiu, em 2016, a Federação do Estado da Bahia de Esportes Eletrônicos, ou simplesmente FEBAEE.

A organização não possui fins lucrativos e conta com o apoio de diversos colaboradores para que o crescimento dos eSports na Bahia ocorra de forma sustentável e, principalmente, para que as equipes possam ter uma voz para dialogar com os poderes público e privado. E, dessa maneira, estimular o crescimento dos eSports.

A Bahia, vale lembrar, já revelou atletas promissores como Rakin, apelido de Rafael Knitell, que já passou por grandes equipes da América Latina e hoje faz parte da Team Liquid, uma das maiores equipes de eSports do mundo no que diz respeito ao League of Legends. O atleta não pensa em voltar tão cedo para o Brasil, o que mostra claramente como o mercado norte-americano possui condições que nosso país ainda está longe de alcançar.

Projeção para o futuro

Rafael “Rakin”, claro, é apenas um exemplo de atleta que o estado tem potencial para formar. Mas como podemos aproveitar nossos talentos antes de eles alçarem voos mais altos?

É também a partir desse questionamento que a FEBAEE trabalha não apenas para que o estado tenha cada vez mais bons jogadores em diversas modalidades. A ideia é que as federações estaduais, em conjunto com a Confederação Brasileira de eSports, possam se unir em um plano de crescimento, que exalte não apenas o talento que temos no país, mas também nas possibilidades de desenvolvimento econômico que esse segmentou já provou que possui.

Esse promissor caminho parece já estar sendo trilhado por algumas das federações. E a esperança para os próximos anos é de ver o Brasil entre os países mais competitivos no mundo dos eSports.

Bahia eSports ganham cada vez mais espaço na Bahia

Deixe uma resposta

Relacionadas