21.7 C
Guanambi
15.4 C
Vitória da Conquista

Guanambi registra mais 73 casos da Covid-19 e PA bate novo recorde de atendimento

9,207FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais 73 casos da Covid-19 foram registrados em Guanambi nesta segunda-feira (8). A informação consta no boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde.

Ao todo, o município registra 4.234 casos, com 3.955 pacientes considerados recuperados. O número de pessoas com o vírus ativo é de 248 em Guanambi. O município confirmou até o momento 31 óbitos por complicações da Covid-19. Os dois últimos foram registrados neste domingo (7).

Agora são 36 pacientes internados. Além disso, 150 pessoas aguardam resultado dos exames laboratoriais. De acordo com a Secretaria de Saúde, o Pronto Atendimento (PA Covid) de Guanambi bateu novo recorde diário de atendimento, nesta segunda-feira (8). Foram 109 atendimentos, 15 internações e 3 observações.

O município está com recorde de internações por conta das complicações da Covid-19. Tanto o Hospital de Campanha quanto o PA Covid estão com 100% de ocupação. A prefeitura pretende colocar em funcionamento mais leitos clínicos no Centro de Saúde da UniFG. O Estado da Bahia prometeu criar leitos de UTI em Caetité, no hospital oncológico, e no Hospital Geral de Guanambi.

Além disso, o Lockdown parcial deve continuar na região de Guanambi até a próxima segunda.

Cenário epidemiológico no mês de março

Nos 68 primeiros dias de 2021 morreram 16 pessoas, superando o total de 15 mortes registradas em 2020. Sete óbitos foram registrados nos 7 primeiros dias do mês de março, ou seja 43,7% do total de óbitos em 2021.

O município conseguiu retardar o registro de casos, com os primeiros registrados apenas em 15 de maio de 2020. O primeiro óbito de paciente de Guanambi com a Covid-19 foi registrado no dia 22 de agosto. O município foi o último com mais de 50 mil habitantes a registrar morte por conta da doença em todo o país.

No entanto, o mês de dezembro de 2020 bateu o recorde de casos registrados. Nesse período, a Secretaria de Saúde registrou quase 1.000 casos positivos da doença – média de 31,7 por dia. Em janeiro de 2021, o número caiu para 641 e fevereiro de 2021 foi o segundo mês com maior número de infecções confirmadas – 852 (média de 30,4 por dia).

Se a média proporcional se mantiver no mês de março, tudo indica que o período irá superar o número de casos registrados no mês de dezembro. Já foram confirmados 405 casos, nos 9 primeiros dias do mês (média de 45 por dia).

Secretaria de Saúde de Guanambi

Além disso, no mês de março já foram confirmados 7 óbitos em pacientes de Guanambi por complicações da Covid-19, mesmo número registrado no mês de dezembro, o maior desde o início da pandemia.

Secretaria de Saúde de Guanambi

Período eleitoral

A média de infectados e pessoas aguardando resultado de exames laboratorial, teve um aumento significativo após o período da campanha eleitoral, iniciado em meados de outubro de 2020, sobretudo após o dia 15 de novembro de 2020 – dia em que os eleitores foram as urnas.

O mês de novembro registrou um total de 359 casos, média de 11,9 por dia; outubro 389, média de 12,5 por dia; setembro 246 casos, média de 8,2 por dia; agosto 176 casos, média de 5,6 por dia; julho 91 casos, média de 2,9 por dia, junho 47 casos, média de 1,5 por dia e maio 44 casos, média de 1,4 por dia.

Lembrando que nos meses de maio, junho e julho de 2020 não houve registros de óbitos em decorrência da Covid-19 em Guanambi. O primeiro foi confirmado em agosto (1), depois três óbitos em setembro, três em outubro, um em novembro e sete em dezembro.

O mês de dezembro de 2020 detém ainda o maior recorde de casos diários da Covid-19 registrados. No dia 8 de dezembro foram confirmados 105. O segundo maior recorde de infecções diárias ocorreu no dia 27 de fevereiro de 2021, com 85 casos confirmados.

Período de carnaval

O aumento na incidência de infecção pelo coronavírus, ocorreu a partir de meados de outubro de 2020, com queda em janeiro de 2021 e novo aumento a partir de fevereiro de 2021.

O cenário epidemiológico atual do município pode ter ligação com o período eleitoral e de carnaval, apesar da prefeitura ter decretado expediente normal no período, para desestimular a ocorrência de qualquer evento que gerasse aglomeração, além de não realizar os festejos do tradicional Carnaval de Mutãs.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica de Guanambi, esses números vem crescendo desde o período eleitoral. Segundo o órgão, as pessoas que viajaram pode ter trazido a cepa da nova linhagem do vírus, associado ao aumento de internações, casos graves e óbitos, sobretudo pela gravidade dos casos atingindo cada vez mais pacientes jovens.

A diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Eugênia Cotrim, ressaltou que dentre esses fatores a provável circulação da nova variante seja o principal, tendo em vista que as pessoas estão cada vez mais graves. “Anteriormente adoeciam e muitos eram assintomáticos”, explica.

Destaques Guanambi registra mais 73 casos da Covid-19 e PA bate novo recorde...

Deixe uma resposta

Relacionadas