21.7 C
Guanambi
17.9 C
Vitória da Conquista

Usina de asfalto da Prefeitura de Guanambi deve funcionar plenamente dentro de 60 dias

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

A Prefeitura de Guanambi adquiriu uma usina de asfalto para realizar os serviços de pavimentação pendentes no município. Os equipamentos custaram cerca de R$ 2,36 milhões aos cofres do município e chegaram à cidade na última terça-feira (2).

Considerado o maior feito da administração em pouco mais de cinco meses com Nilo Coelho à frente da gestão, a usina deverá entrar em funcionamento pleno no prazo de 60 dias. A informação foi confirmada pelo secretário municipal e Infraestrutura, Michel Macedo, durante entrevista concedida na última quarta-feira (3) ao radialista Fernando Alves, da Rádio Cultura.

Segundo Macedo, a prefeitura ainda está realizando processos licitatórios para adquirir equipamentos auxiliares ao funcionamento da usina. Também será necessário o treinamento da equipe de servidores para operar o sistema, com capacidade para produzir de 100 a 120 toneladas por hora de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ). A empresa responsável pela venda do equipamento irá enviar seus técnicos para instruir estes servidores na operação da usina, cujos custos já foram incluídos no valor a compra.

Além disso, várias vias que precisam de calçamento também necessitam de instalação de rede de esgoto antes da pavimentação. Segundo o secretário, estas questões já estão sendo tratadas com a Embasa, responsável por este serviço, que já se comprometeu a levar as redes até os bairros que serão beneficiados om o asfalto.

Macedo disse ainda que algumas ruas receberão a pavimentação antes do início do funcionamento pleno da usina, pois durante o treinamento serão feitos os testes com aplicação prática do asfalto usinado.

A prefeitura anunciou que a aquisição da usina irá permitir a realização de um grande programa de pavimentação no município, pretendendo pavimentar todas as ruas da cidade e dos distritos que ainda são de terra batida. No entanto, o cronograma de obras ainda não foi divulgado, o que deve ocorrer nas próximas semanas.

Ainda de acordo com a prefeitura, a administração municipal terá redução de custos e maior agilidade na produção de asfalto, aumentando de forma significativa o seu programa de manutenção e asfaltamento de ruas e avenidas. “Nossa produção de asfalto dependia do fornecimento externo de massa quente de usinas contratadas, mas agora, com usina própria, ganharemos autonomia para produzir muito mais e por um custo menor”, disse o prefeito Nilo Coelho em nota publicada pela prefeitura.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias