21.1 C
Guanambi
13.3 C
Vitória da Conquista

Novo decreto proíbe venda de bebidas alcoólicas, funcionamento de bares e estabelece multas em Guanambi

- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -




A Prefeitura de Guanambi publicou um novo decreto com medidas para tentar frear o avanço da contaminação pelo coronavírus no município. A publicação está numa edição extra do Diário Oficial do Município, disponibilizada na noite desta quinta-feira (17).

O último decreto, publicado na semana passada, teve suas normas expiradas na última segunda-feira (14), desde então, apenas as normas definidas pelo Governo do Estado estavam em vigor no município. A prefeitura informou que aguardava a edição de um novo decreto estadual, com normas específicas para os municípios da região, no entanto, o governo estadual ainda não se pronunciou sobre a medida.

Entre as principais medidas da nova regulação está a proibição do funcionamento de bares e distribuidoras de bebidas, das 20h desta sexta-feira, até o dia 28 de junho. Os clubes sociais também deverão permanecer fechados no mesmo período. A venda de bebidas alcoólicas está proibida em quaisquer estabelecimento, inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery), das 20h de 18 de junho, até às 5h, de 28 de junho de 2021.

Além disso, assim como estabelecido desde o último fim de semana no município de Iuiu, proprietários ou responsáveis pelo imóveis onde ocorrerem aglomerações, bem como todos os presentes,  ficarão sujeitos à pena de multa que parte de R$ 500,00, podendo ter o valor multiplicado pelo número de reincidências. O decreto estabelece que os valores arrecadados com as infrações serão utilizados para a aquisição de cestas básicas revertidas em favor das famílias que se encontrem em situação de vulnerabilidade e distribuídas pela Secretaria de Desenvolvimento Social.

O novo decreto manteve a restrição do trânsito de pessoas em vias, equipamentos públicos  e praças públicas, das 20h às 05h, de 17 de junho até 28 de junho. O comércio e os estabelecimentos de serviços podem funcionar normalmente em horário comercial, de segunda a sexta-feira, e até às 12h aos sábados.




Demais medidas do decreto anterior foram mantidas, como limitação de público em celebrações religiosas, proibição de atividades esportivas coletivas e de aulas presenciais, entre outras.

Casos da Covid-19 em Guanambi

Mais 129 casos da Covid-19 foram confirmados em Guanambi nesta quinta-feira, um novo recorde diário. Agora são 9.013 casos, com 8.519 recuperados. São 397 pacientes em tratamento, dos quais 51 estão hospitalizados. Ainda restam 325 pacientes com suspeita da doença aguardando os resultados dos exames laboratoriais.

São 97 óbitos ocorridos no município, 15 apenas no mês de junho.

Expediente normal durante festejos de São João

As repartições da Prefeitura de Guanambi irão funcionar normalmente durante a semana dos festejos de São João. A decisão vai ser publicada via decreto em edição extra do Diário Oficial, nesta quinta-feira (17).

Segundo a prefeitura, a publicação considera o cenário epidemiológico da cidade, o qual enseja preocupação por conta da gravidade dos casos e o aumento expressivo do número de mortalidade, sendo que o mês de junho, até o dia 17, já foram registrados 1.154 casos positivos e 15 óbitos, bem como a alta taxa de ocupação dos leitos.




Ocupação de leitos

Quatro dos seis hospitais com leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento da Covid-19 estão com taxa de ocupação em 100% na região de saúde Sudoeste. Dos 110 leitos disponíveis, 106 estão ocupados, o que representa 96%. Do total de pacientes sob cuidados intensivos, 47 estão intubados.

Fonte: Sesab

Não há vagas no Hospital Municipal Prof. Magalhães Neto de Brumado, nem no Hospital Geral de Guanambi (HGG), ambos com 10 leitos cada. O mesmo ocorre no Hospital Municipal de Caetité (Unacon), com 20 leitos, no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), com 40 leitos.

As únicas quatro vagas desocupadas estão no Hospital de Clinicas e no Hospital São Vicente de Paulo, ambos em Vitória da Conquista. O Hospital de Clínica tem 20 leitos, com 18 ocupados, já o São Vicente tem 10 leitos, com oito desocupados.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -