29.3 C
Guanambi
21.4 C
Vitória da Conquista

Secretaria de Saúde de Vitória da Conquista nega aplicação de vacinas vencidas

- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -




Em nota divulgada nesta sexta-feira (2), site oficial da Prefeitura de Vitória da Conquista, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que não utilizou vacinas contra a Covid-19 fora do prazo de validade. Segundo levantamento da Folha de São Paulo, com base em cruzamento de dados de sistemas do Ministério da Saúde, o município teria aplicado 76 doses do lote 4120Z-005 da AstraZeneca/Oxford já vencidas.

Na nota, a pasta informou que as vacinas chegaram a Vitória da Conquista no dia 24 de janeiro, tendo sido utilizado antes do vencimento. Mesmo assim, foi emitida orientação para que as pessoas confiram no cartão de vacinação o número do lote e a data em que foram vacinadas para tirar a dúvida e procurar uma unidade de saúde para orientações e acompanhamento.. As vacinas do referido lote distribuído no município venceram no dia 14 de abril.

Infográfico: Folha de São Paulo

A Diretora de Vigilância em Saúde da SMS, Ana Maria Ferraz, informou que está sendo averiguado o porquê de o lote mencionado ainda constar no sistema.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) também emitiu nota esclarecendo que não houve aplicação de doses de vacina contra Covid-19 com data de validade vencida em 84 municípios baianos. Segundo a pasta, a informação está sendo erroneamente divulgada.

A superintendente de Vigilância e Proteção da Saúde (Suvisa), Rívia Barros, explicou que os imunizantes foram aplicados no prazo de validade, mas a notificação, ou seja, o registo no sistema do Ministério da Saúde ocorreu depois da data de vencimento da vacina.




A Sesab acrescenta que pode também ter acontecido um erro de digitação no sistema do Ministério da Saúde.

26 mil doses vencidas

Segundo a reportagem da Folha, pelo menos 26 mil doses vencidas da vacina AstraZeneca foram aplicadas em diversos postos de saúde do país, o que compromete sua proteção contra a Covid-19. Os dados constam de registros oficiais do Ministério da Saúde. Até o dia 19 de junho, os imunizantes com o prazo de validade expirado haviam sido utilizados em 1.532 municípios brasileiros.

A campeã no uso de vacinas vencidas é Maringá, reduto eleitoral de Ricardo Barros (PP), líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados. A cidade paranaense vacinou 3.536 pessoas com o produto da AstraZeneca fora da validade (primeira dose em todos os casos). Depois aparecem Belém (PA), com 2.673, São Paulo (SP), com 996, Nilópolis (RJ), com 852, e Salvador (BA), com 824. As demais cidades aplicaram menos de 700 vacinas vencidas, sendo que a maioria não passou de dez doses.




- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -