22.6 C
Guanambi
18 C
Vitória da Conquista

Reunião entre Governo e sindicato dos trabalhadores da educação termina sem acordo

- Advertisement -

Últimas Notícias

- Advertisement -

O governo da Bahia e o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado da Bahia (APLB) se reuniram na noite desta quarta-feira (28), na sede da Secretaria de Relações Institucionais (Serin), para tentar resolver o impasse sobre a retomada das aulas semipresenciais na rede estadual de ensino.

Segundo o presidente da APLB, Rui Oliveira, o sindicato reafirmou a posição de que os professores só vão retornar às salas de aula 15 dias após receberem a segunda dose da vacina contra a Covid-19. A categoria é a favor de manter as aulas online até que todos os profissionais estejam imunizados com as duas doses da vacina contra Covid-19.

Ainda segundo Rui Oliveira, a categoria solicitou uma lista com o nome de todos os funcionários da Educação que receberam as duas doses do imunizante. O presidente da APLB informou que o governo do estado, representado pelos secretários Luiz Caetano e Jerônimo Rodrigues, disse que não tinha o documento pronto e que faria o possível para entregar a lista até sexta-feira (30). a.

Segundo o G1, o governo da Bahia e a APLB marcaram uma nova reunião para a próxima terça-feira (3), para continuar as discussões sobre a adesão dos professores dentro das escolas. “A nossa motivação maior para o diálogo é o interesse de que as escolas atendam aos estudantes como tem que ser, seguindo todos os protocolos necessários. Continuaremos conversando com a APLB no sentido de garantir o ensino semipresencial seguro e com qualidade de aprendizagem”, afirmou o secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -