23 C
Guanambi
18.7 C
Vitória da Conquista

PT de Vitória da Conquista critica “comportamento machista e misógino” do secretário de Saúde Fábio Vilas-Boas

- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -




O Diretório Municipal do PT de Vitória da Conquista emitiu nota de repúdio ao comportamento  considerado machista e misógino do Secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, cometido no último domingo (1º), ao chamar a chef de cozinha Angeluci Figueiredo de vagabunda pelo WhatsApp, após ter uma reserva no restaurante dela cancelada.

Na mensagem publicada nas redes sociais, o diretório ressalta que “não existe justificativa para tal atitude de quem quer que seja, muito menos de um secretário de estado que faz parte de um governo progressista e democrático como o da Bahia”.

A nota também trouxe uma mensagem de solidariedade à chef de cozinha xingada por Vilas-Boas. “Em tempo, nos solidarizamos com a Chef Angeluci Figueiredo e em seu nome reafirmamos o compromisso do Partido dos Trabalhadores na defesa intransigente no combate ao machismo e toda forma de intolerância”.

Várias outras entidades repudiaram o ato praticado pelo secretário de Saúde da Bahia. A Secretaria de Mulheres do PT Bahia classificou o ato como desrespeito, racismo e misoginia, mesma classificação dada pela Comissão de Mulheres do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Bahia (Sinjorba), que demonstrou solidariedade à Angeluci que também é fotojornalista.

A Comissão de Proteção aos Direitos da Mulher da OAB-BA, a Comissão da Mulher Advogada da OAB-BA e Conselho Baiano de Turismo (CBT) também repudiaram o ato do secretário.

O caso

Nesta segunda-feira, a chef de cozinha Angeluci Figueiredo, do tradicional restaurante Preta, disse em nota que foi xingada de “vagabunda” pelo secretário estadual da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas. O restaurante fica na Ilha dos Frades, na Baía de Todos-os-Santos, em Salvador.

De acordo com Angeluci Figueiredo, a ofensa foi feita no domingo (1°), após ela comunicar ao gestor, através de um aplicativo de mensagens, que a reserva feita por ele teria que ser cancelada por causa de questões climáticas.

Segundo informações de Angeluci Figueiredo, a Capitania dos Portos recomendou a restrição de navegação na Baía de Todos-os-Santos, no último fim de semana, por causa da instabilidade do tempo e das variações do vento, o que causa más condições de navegação. Diante da recomendação, ela optou por não abrir o restaurante e cancelar o atendimento.

“Esqueça de me ver de novo aqui. E ainda paguei R$ 350 para desembarcar”, escreveu o secretário na mensagem após o cancelamento.

“Amigo o caralho! Vagabunda”, completou.

Em nota divulgada pela chef de cozinha, Angeluci afirmou que chegou a cogitar que o número dele tivesse sido clonado. Ela também questionou o motivo de ter sido ofendida.

Nas redes sociais, o secretário de saúde admitiu ter xingado a chef e pediu desculpas.

“Por mais cuidadosos que sejamos, ao longo da vida cometemos erros que podem atingir as pessoas. Peço, portanto, desculpas à empresária e artista da gastronomia baiana, a Chef Angeluci Figueiredo, pelos comentários inadequados no último domingo (1), em circunstâncias injustificáveis, enviados por mensagem privada”, disse Fábio Vilas-Boas.

O gestor contou que mandou as mensagens após um “enorme frustração momentânea” e de ter sido “tomado de emoção”.

“Tendo reservado um almoço especial com os familiares e amigos do exterior com a devida antecedência de 48h, uma enorme frustração momentânea me levou, tomado de emoção, a dizer o que disse”, publicou.

“Conto com o perdão de todos que se sentiram ofendidos, pois sempre pautei minha vida na verdade, honestidade e acolhimento.”




- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -