16.8 C
Guanambi
12.9 C
Vitória da Conquista

Justiça libera redução das taxas dos pedágio das BRs 324 e 116

- Advertisement -

Últimas Notícias

- Advertisement -




A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) obteve parecer judicial favorável para redução dos valores cobrados nas praças de pedágio administradas pela concessionária Via Bahia, nas BR-116 e 324. Com isso, está invalidada a liminar que impedia a diminuição das tarifas, determinada recentemente pelo órgão.

A decisão foi divulgada na noite de sexta-feira (27), pela Justiça Federal. “Indefiro a antecipação de tutela requerida pela Via Bahia, autorizando que a ANTT retome o cumprimento do contrato e exerça seu poder regulatório e fiscalizatório segundo a legislação em vigor”, destacou o desembargador Carlos Pires Brandão, responsável pelo julgamento da questão.

A deliberação que reduziu os valores de pedágio foi publicada no início de agosto, porém, a concessionária obteve uma liminar que impedia a alteração feita pela ANTT.

Com a medida, o valor para carros pequenos passou de R$ 2,90 para R$ 2,40, nas praças de pedágio P1 e P2 (ambas na BR-324, entre Salvador e Feira de Santana). Para as praças P3, P4, P5, P6 e P7 (na BR-116, de Feira de Santana até a divisa com o estado de Minas Gerais), o valor saiu de R$ 5,10 para R$ 4,30.

As tarifas cobradas nas sete praças de pedágio da BR-116 e da BR-324 foram reduzidas porque a Via Bahia não cumpriu cláusulas contratuais, incluindo algumas referentes às melhorias das pistas, de acordo com a Agência.

Segundo o G1, na ocasião, o Ministério dos Transportes se mostrou favorável à ANTT, órgão que regulamenta aspectos relacionados ao transporte em todo o território nacional, e a Via Bahia informou que segue o contrato estabelecido.




- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -