Guanambi e Região

Chuvas dos últimos dias trouxeram 3,57 milhões de metros cúbicos de água para as barragens de Guanambi

Publicado por
Tiago Marques
Compartilhado

As primeiras chuvas mais expressivas da primavera na região de Guanambi interromperam a sequência de seca e levaram cerca de 3,57 milhões de metros cúbicos (m³) de água às barragens instaladas em Guanambi.

Ceraíma recebeu o maior volume, 2,24 milhões de m³, aumento de 60 centímetros no nível. O volume é de 34,915 milhões de m³, o correspondente a 68,34%. Na mesma época do ano passado, o volume era de 43 milhões de m³, ou 84,23%.

Durante todo o ano de 2021, foram retirados 4,6 milhões de m³ de água para o Projeto de Irrigação de Ceraíma (PIC). Uma parte menor do volume foi retirada pela Embasa para suprir a complementação do sistema adutor do algodão, destinado ao consumo humano, e também por agricultores do entorno do lago. A maior parte, mais de 5 milhões de m³, foram consumidos pela evaporação natural nos meses secos do semiárido.

Já o lago da barragem do Poço do Magro recebeu 1,33 milhões de m³, aumentando em 38 centímetros o nível da água. O volume armazenado chegou a 11,45 milhões de m³, o correspondente a 30,95% da capacidade.  Há um ano, o volume era de 17,55 m³ (47,43%).

As chuvas nas duas principais vertentes do rio Carnaíba de Dentro, onde estão inseridas as barragens, caíram principalmente no dia 5 de setembro. Nas regiões da comunidade de Mato Grosso, em Pindaí, e do distrito de Pilões, em Candiba, choveu entre 140 e 160 mm em poucas horas. O Riachão, curso d’água que forma o lago de Poço do Magro, recebeu toda a água acumulada na região.

Os acumulados desde outubro também passam de 200 mm nas cabeceiras do rio das Umburanas, no distrito de Guirapá, em Pindaí, e do rio Grande, no distrito de Morrinhos, em Guanambi. Os dois rios formam o Carnaíba de Dentro e o lago da barragem de Ceraíma.

Em Guanambi, no Centro da cidade, o acumulado de chuva é bem inferior do que o registrado nas localidades vizinhos. O acumulado de outubro foi de 42mm e o de novembro é de 62 mm até esta sexta-feira.

As previsões continuam apontando condições favoráveis para chuvas na região. Até segunda-feira (15), o acumulado pode passar de 15 mm. Para os próximos dez dias, o volume pode chegar a 50 mm.

Urandi

A barragem de Estreito, em Urandi, teve ligeiro aumento no volume de água. O volume subiu cerca de 700 mil m³, subindo de 20 para 21% da capacidade. Já a barragem de Cova da Mandioca, saiu do volume morto ao receber 450 mil m³ , mas está com apenas 1% da capacidade de armazenamento.

Tiago Marques
Publicado por
Tiago Marques

Notícias recentes

Prefeitura de Salvador contratará cerca de 200 profissionais de saúde nos próximos dias

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, anunciou nesta quarta-feira (26), que vai contratar mais 200…

Guanambi começa a vacinar crianças de 11 anos contra Covid-19 nesta quinta-feira

O município de Guanambi irá vacinar as crianças de 11 anos sem comorbidades contra a…

Prefeitura de Guanambi nomeou comissão para realização de concurso público com 100 vagas

O decreto de nomeação da Comissão Especial de Concurso Público para o preenchimento de vagas…

Prazo para regularização do Simples Nacional foi ampliado para 31 de março

Os donos de pequenos negócios que estão com débitos com o Fisco terão mais tempo…

Bamin abre mais de 30 vagas de emprego para Caetité, Jequié, Salvador e Ilhéus

A Bahia Mineração (Bamin) está ofertando 31 vagas de emprego em Caetité, Ilhéus, Jequié e…

Enchente histórica de 1992 em Guanambi completa 30 anos nesta quarta-feira

As chuvas intensas e enchentes assolaram muitos municípios baianos no fim de 2021 e trouxeram…