21.8 C
Guanambi
17.2 C
Vitória da Conquista

Número de municípios baianos em situação de emergência por conta das chuvas sobe para 42

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -

Mais dezoito municípios tiveram situação de emergência por conta de estragos provocados por temporais reconhecida pelo governo da baiano. Serão publicados na edição deste sábado (11) do Diário Oficial do Estado os decretos de homologação das Alcobaça, Belomonte, Caravelas, Guaratinga, Ibirapuã, Ilhéus, Itagimirim, Itamaraju, Itanhém, Itapebi, Lajedão, Macarani, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Porto Seguro, Prado e Santa Cruz Cabrália.

Agora são 25 cidades baianas com emergência reconhecida. Os decretos assinados pelo têm validade de 180 dias e estabelecem que todos os órgãos estaduais devem se mobilizar, no âmbito de suas competências, para apoiar as ações de socorro às cidades.

Os demais municípios da lista são:  Anagé, Baixa Grande, Boa Vista do Tupim, Camacã, Canavieiras, Encruzilhada, Eunápolis, Guaratinga, Ibicuí, Itabela, Itacaré, Itamaraju, Itambé, Itapetinga, Itarantim, Jiquiriçá, Jucuruçu, Marcionílio de Souza, Mascote, Medeiros Neto, Mundo Novo, Santanópolis, Teixeira de Freitas e Vereda.

Previsão

Modelo ECMWF aponta chuvas volumosas no Sul e Centro-Sul da Bahia nos próximos dez dias – Windy.com

Deve chover bastante nos municípios do Sul e Centro-Sul da Bahia nos próximos dez dias. Os acumulados previstos nestas áreas variam de 80 a 200 mm no período. Caso as previsões de chuvas mais intensas se concretizem, o trabalho de recuperação dos danos nas cidades afetadas pode ser comprometido.

De acordo com a EPM-GE Tempo e Clima, os modelos indicam diversos eventos de chuva para as regiões  até a segunda semana de janeiro, com poucos intervalos de dias secos. O instituto ressalta que ainda há bastante incerteza na intensidade e localização destas tempestades devido se tratar de uma previsão superior a 15 dias.

Apesar da possibilidade de mudanças na previsão, muito provavelmente as chuvas podem ficar acima da média até meados de janeiro.

Ações de emergência

As ações de combate aos efeitos das fortes chuvas que atingem o extremo sul baiano seguem em execução por diferentes órgãos do Governo do Estado. Nas cidades de Jucuruçu e Itamaraju, no Extremo Sul, militares do Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer) atuam em conjunto com agentes do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) em operações de resgate e de transporte de mantimentos, medicamentos, produtos de higiene pessoal e limpeza para moradores das áreas afetadas.

Os helicópteros utilizam como base um campo de futebol na sede do município de Itamaraju, e, de lá, partem para locais como o distrito de Nova Alegria, um dos mais afetados pela chuva. Militares utilizam helicópteros para o transporte de pacientes que estão nas áreas isoladas e precisam realizar procedimentos médicos, a exemplo de hemodiálise, em hospitais da região. Cerca de 120 agentes, além de alunos, coordenadores e instrutores do curso de salvamento em altura, do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA), atuam na operação, somados aos integrantes do Graer.

Abastecimento de água

As enchentes também prejudicaram o abastecimento de água em bairros das sedes e distritos dos municípios afetados. Em medida emergencial, a Embasa está disponibilizando carros-pipa que levam água potável à população e às unidades de saúde, como é o caso do Hospital de Covid e do Hospital Regional, ambos em Eunápolis. Neste sábado (11), a empresa colocará mais quatro carros-pipa em operação no município, sendo dois para os órgãos públicos e mais dois para a população em geral.

Em Medeiros Neto, a interrupção do abastecimento de água é parcial, atingindo os bairros São Bernardo e São Jorge, que também terão carros-pipa dedicados ao abastecimento da população. Situação semelhante à que ocorre na sede de Itamaraju, onde o desabastecimento também é parcial, atingindo os bairros Bela Vista e Vista Bela. Um carro-pipa já foi enviado para esses bairros, nesta sexta-feira (10). A Embasa já trabalha para ampliar o atendimento e adota as medidas possíveis para minimizar os transtornos causados.

Operação nas rodovias

A Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) também atua em serviços de manutenção, recuperação e desvios em vias estaduais que foram danificadas e precisaram ter o tráfego interrompido na região. Após a pista se romper no KM 10 da BA-284, entre Itamaraju e Jucuruçu, os serviços de manutenção no local estão em andamento. O desvio para o acesso à localidade de Alho está sendo construído ao lado da pista que cedeu. O tráfego de veículos ainda permanece proibido neste trecho da rodovia.

Outro trecho da BA-284, na altura do KM 17, em que a pista também cedeu por causa das fortes chuvas, as ações emergências serão iniciadas assim que houver a liberação do trânsito na região do KM 10, para permitir o deslocamento das máquinas. O desvio também será implantado ao lado da pista com o objetivo de melhorar as condições de trafegabilidade na rodovia.

No caso da BR-489, entre as cidades de Itamaraju e Prado, a pista rompeu nos KMs 2 e 13, e cedeu parcialmente no KM 15 do trecho do distrito de Guarani. As ações emergências para dar condições de trafegabilidade na rodovia só começarão após a melhoria das condições climáticas. A circulação de veículos está proibida no local. Para chegar até Prado, o deslocamento deve ser feito indo pela BR-101, próximo a Teixeira de Freitas, pegar a BA-290 e seguir até o entroncamento da BA-001. Em seguida, utilizar a BA-001 em direção ao município.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -