26.8 C
Guanambi
26.3 C
Vitória da Conquista

Artistas e órgãos mobilizam para arrecadar doações na Bahia

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

- Advertisement -

Órgãos públicos e entidades lançaram campanhas de doação para as vítimas das chuvas na Bahia. Já são 42 cidades em situação de emergência por causa de fortes chuvas, segundo informações da Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec).

O Corpo de bombeiros e a Polícia Militar de Itamaraju fizeram campanhas de doações para as famílias desabrigadas e desalojadas após as fortes chuvas que atingem a Bahia desde a última terça-feira (7).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os donativos podem ser doados em todos os quartéis do órgão no estado.

Desde sexta-feira (10), alguns artistas foram às redes sociais pedir doações. Os ex-BBBs Juliette e Gil do Vigor falaram sobre a situação da região nas redes sociais e pediram a ajuda dos seguidores. Anitta também se pronunciou e perguntou como contribuir com os municípios.

Em post no Twitter, a vencedora do BBB, explicou para os mais de 4 milhões de seguidores o que está ocorrendo nas cidades baianas e divulgou uma campanha que está arrecadando alimentos, colchões, roupas, remédios, água potável e valores em dinheiro via PIX. A cantora Anitta também comentou o assunto e se colocou a disposição para ajudar as famílias.

O influenciador digital Felipe Neto anunciou, na madrugada da sexta-feira (10), uma doação de R$ 100 mil para ajudar as cidades baianas atingidas pela chuva. A informação foi divulgada através de uma publicação nas redes sociais.

“O sul da Bahia está em situação catastrófica nesse momento. Precisamos ajudar! Quem puder ajudar, ajude Nova Alegria! Estou enviando 100 mil reais para ajudar as famílias desabrigadas. Ajude com o que puder!”, escreveu. Ele não detalhou de que modo o auxílio foi prestado.

Quem também comentou sobre o assunto nas redes sociais foi o humorista piauiense Whindersson Nunes. Em uma publicação feita no Twitter, ele questionou o que aconteceu no extremo sul da Bahia e como poderia ajudar.

“Há alguma forma segura de ajudar? Milhares de chaves pix diferentes, alguém consegue alguém confiável e não governamental pra receber doação?”.

Temporais afetaram quase 70 mil e deixam 3,7 mil desabrigados na Bahia

As fortes chuvas que têm atingido o sul e o extremo sul da Bahia já afetaram quase 70 mil pessoas e deixaram cerca de 3,7 mil desabrigados, segundo divulgou o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia, neste domingo (12).

De acordo com os bombeiros, são 20 cidades em situação de emergência e 7 em avaliação. Contudo, um levantamento feito e divulgado pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) aponta 30 municípios em situação de emergência.

Com os temporais, povoados e áreas rurais ficaram ilhados, o que dificulta o acesso das equipes de ajuda. Neste domingo, cerca de 241 bombeiros militares atuam, com o apoio de 2 helicópteros, no resgate de vítimas e na ajuda às comunidades afetadas.

O Governo da Bahia anunciou, na quinta-feira (9), a criação de uma força-tarefa para ajudar as cidades do extremo sul do estado, região mais impactada pelas chuvas que atingem várias partes da Bahia. As cidades vão receber apoio da Sudec para colher informações sobre as necessidades mais urgentes de cada localidade.

Entre as providências estão as orientações para a decretação de situação de emergência e a inscrição no sistema integrado de informações sobre desastres S2ID (da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil).

Bolsonaro e governador sobrevoaram a região baiana para avaliar os danos 

O presidente Jair Bolsonaro (PL) esteve na Bahia neste domingo (12), para visitar as cidades atingidas pelo temporal, no sul do estado. Ele pousou em Porto Seguro por volta das 9h50, de onde pegou um helicóptero para sobrevoar a região.

Depois do voo, Bolsonaro aterrissou em um estádio de futebol, na cidade de Itamaraju. Ele foi recebido por pessoas que se aglomeravam no local

No retornar para Porto Seguro, o presidente fez uma coletiva de imprensa e comentou a liberação do FGTS para as cidades em situação de emergência. “Pudemos ver os estragos causados pela chuva. Alguns municípios estão bastante afetados, como Itamaraju, por exemplo. Quando soubemos do ocorrido, além de contatar os prefeitos, providenciamos a liberação do FGTS”, disse.

Os ministros da Saúde, Marcelo Queiroga; Cidadania, João Roma, e Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, também o acompanharam, assim como o General Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional. O presidente e a comitiva deixaram a Bahia às 13h40.

Segundo o G1, o governador da Bahia, Rui Costa, também sobrevoou municípios atingidos por enchentes no extremo sul na manhã deste domingo (12). A primeira cidade foi Medeiros Neto e, sem seguida, ele desembarcou em Jucuruçu, uma das mais atingidas pelo temporal no estado.

Acompanhado do senador Jaques Wagner e do secretário de Infraestrutura do Estado, Marcus Cavalcanti, Rui também tem no roteiro previsto os municípios de Itamaraju, Teixeira de Freitas e Prado. O objetivo é fazer um diagnóstico dos prejuízos causados pelos temporais e traçar um plano de apoio à reconstrução das cidades.

O Governo Federal anunciou a liberação de mais R$ 5,8 milhões para diversos municípios baianos atingidos pela chuva. O recurso será liberado através do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). As portarias serão publicadas no Diário Oficial da União de segunda-feira (13).

Na sexta-feira (10), a pasta reconheceu a situação de emergência em 17 cidades do sul do estado, e já assinou liberação de R$ 2,1 milhões para a cidade de Eunápolis, R$ 1, 8 milhão para Itamaraju, R$ 543 mil para Jucuruçu, R$ R$ 433 mil para Ibicuí, R$ 260 mil para Ruy Barbosa, e R$ 503 mil para Maragogipe. Ainda segundo a pasta, outros R$ 51,4 mil foram liberados para ações em Itaberaba em decorrência das inundações.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -