28 C
Guanambi
22.8 C
Vitória da Conquista

Com acumulado de 816 mm, Itamaraju foi a cidade onde mais choveu no mundo em dezembro

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -

A quantidade de chuva que caiu sobre parte da Bahia foi a maior registrada em todo o mundo no mês de dezembro de 2021. Os dados são do banco de monitoramento global de precipitação da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA), a agência climática do governo dos Estados Unidos.

Entre os municípios com medições oficiais, seja do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), ou do Centro Nacional de Monitoramento de Desastres Naturais (Cemaden), Itamaraju foi disparada a cidade com mais chuvas registrada no mês.

De 1º a 31 de dezembro, foram acumulados 816 mm de chuva de acordo com o pluviômetro do Cemaden, localizado no Centro da cidade. Somente entre a noite do dia 7 e a madrugada seguinte foram 325 mm, um temporal que destruiu os acessos da cidade e fez várias casas desabar. Em uma delas, duas crianças e o tio morreram soterradas. Nos dois dias seguintes choveu mais 160 mm e depois de uma trégua, entre os dias 20 e 25, choveu mais 250 mm na cidade.

Itamaraju está localizada na Região de Teixeira de Freitas, Extremo-Sul da Bahia, e foi uma das cidades mais afetadas pelos temporais no Estado, assim como as vizinhas Jucuruçu, Canavieiras, entre outras.

De acordo com a prefeitura, 150 casas foram destruídas ou danificadas, e o prejuízo é calculado entre R$ 40 a R$ 50 milhões. Mais de duas mil pessoas ficaram desabrigadas ou desalojadas após as fortes chuvas. A cidade teve situação de emergência reconhecida pelos governos estadual e federal.

Outras cidades onde ocorreram grandes registros oficiais de chuva foram Ilhéus, no Sul Baiano, com 576 mm (Cemaden), e Almenara, no Vale do Jequitinhonha de Minas Gerais, com 589 mm (Inmet). Em Vitória da Conquista, o acumulado chegou a 440 mm em algumas áreas da cidade. Ao todo, 166 municípios foram afetados pelas cheias dos rios e rompimentos de barragens.

715.634 pessoas afetadas

Com base em informações recebidas das prefeituras, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) atualizou, na tarde desta segunda-feira (3), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado. São 30.915 desabrigados, 62.731 desalojados, 26 mortos e 518 feridos. O número total de atingidos é de 715.634 pessoas.

Mais um óbito, ocorrido na última quinta-feira (30), foi confirmado nesta segunda-feira (3) pela Prefeitura de Belo Campo. Trata-se de um homem de 39 anos, que se afogou no povoado do Sabiá, na zona rural do município. As localidades com vítimas fatais são: Amargosa (2), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Jucuruçu (3), Macarani (1), Prado (2), Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Ilhéus (3), Aurelino Leal (1), Itabuna (2), São Félix do Coribe (2), Ubaitaba (1) e Belo Campo (1).

Os números correspondem às ocorrências registradas em 166 municípios afetados. Desse total, 154 estão com decreto de situação de emergência.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -