28 C
Guanambi
19.2 C
Vitória da Conquista

Amostra de variante da Omicrôn detectada em Vitória de Conquista foi coletada de bombeiro carioca

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

- Advertisement -

Após a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) divulgou um caso de variante Ômicron em Vitória da Conquista, nesta quarta-feira (19).  No dia seguinte, a coordenação de Vigilância Epidemiológica (Viep) de Vitória da Conquista descartou a confirmação e disse que a amostra foi coletada de um morador município.

Segundo a nota, após a SMS ter entrado em contato com o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) do Estado, responsável por divulgar o boletim epidemiológico e pela comunicação entre as vigilâncias municipais, foi constatado que o caso trata-se, na verdade, da amostra coletada pelo Núcleo Regional de Saúde Sudoeste de um dos bombeiros do Rio de Janeiro que estava atuando na operação de apoio das chuvas que ocorreram no fim do mês de dezembro de 2021.

Na época, dezenove bombeiros militares do Rio de Janeiro que estavam atuando na Base Operacional de Vitória da Conquista, na Operação S.O.S Extremo Sul, testaram positivo para Covid-19. De acordo com o Corpo de Bombeiros da Bahia (CBMBA), os militares ficaram isolados num hotel da região e recebendo toda assistência médica pelo Corpo de Bombeiros, médicos do SUS.

A SMS esclareceu ainda que faz apenas a coleta das amostras dos pacientes do município que são encaminhadas para análise ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Salvador, e posteriormente informa à Vigilância Epidemiológica do município sobre os resultados obtidos.

Variante Ômicron representa mais de 76% dos casos de coronavírus na Bahia

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) detectou, por meio de sequenciamento genético, 49 amostras da variante Ômicron no estado. Esse total representa 76,5% dos 64 sequenciamentos realizados em amostras coletadas no mês de janeiro. Além da identificação da Ômicron, foram detectadas 12 amostras da variante Delta e as outras três ainda estão em análise.

Os casos foram identificados nos municípios de Adustina, Belmonte, Cândido Sales, Dias D’Ávila, Eunápolis, Feira de Santana, Firmino Alves, Guanambi, Ilhéus, Irecê, Itaberaba, Itiruçu, Lauro de Freitas, Prado, Rui Barbosa, Salvador, Santa Cruz Cabrália, Santo Antônio de Jesus, Uibaí e Vitória da Conquista ( mas pertence um bombeiro carioca). São 21 homens e 28 mulheres, sendo o mais novo com 5 meses e o mais velho com 87 anos.

A secretária da Saúde do Estado, Tereza Paim, alerta que “o avanço da Ômicron tem provocado crescimento expressivo do número de casos ativos, atualmente em mais de 13 mil, ante uma média de 2 mil casos entre os meses de setembro e novembro do ano passado”, afirma.

Em paralelo ao crescimento do número de casos, há uma tendência de elevação nas hospitalizações, sobretudo, em pacientes que não se vacinaram ou que estão com esquema vacinal incompleto. “Hoje a Bahia tem mais de 1,8 milhão de pessoas que sequer tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Além disso, 4,6 milhões de baianos estão com esquema vacinal incompleto por não tomarem a segunda e terceira dose”, ressalta a secretária Tereza Paim, ao pontuar a necessidade de manter medidas de proteção como uso de máscaras e distanciamento físico.

A escolha das amostras para o sequenciamento é baseada na representatividade de todas as regiões geográficas do estado da Bahia, casos suspeitos de reinfecção, amostras de indivíduos que evoluíram para óbito, contatos de indivíduos portadores de variantes de atenção (VOC) e indivíduos que viajaram para área de circulação das novas variantes com sintomas clínicos característicos.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -