29 C
Guanambi
24.1 C
Vitória da Conquista

ONG pede que polícia investigue atropelamento de animal de rua em Guanambi

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -

A ONG UniAnjos informou que está denunciando e pedindo investigações sobre atropelamento de uma cachorra, ocorrido em uma rua do bairro Leonina de Sá, em Guanambi.

De acordo com a organização, o motorista de uma van que faz transporte de passageiros para Carinhanha teria atropelado o animal de forma intencional. O fato aconteceu nas primeiras horas da manhã deste sábado (12).

Até o momento, não foram divulgadas informações sobre a identidade do motorista e se ele realmente agiu de forma proposital ao passar com o veículo por cima do animal, ou se apenas não percebeu a presença da cachorra na frente do veículo.

A cena foi capturada por uma câmera de segurança e as imagens foram divulgadas pela ONG, que pede punição ao condutor do coletivo.

No vídeo é possível ver que a van chega à rua e faz o embarque de uma passageiro. Em seguida, o veículo arranca, vira levemente para a esquerda e uma das rodas da frente atinge em cheio o animal, que estava deitado na rua pouco a frente.

Também é possível ver o ressalto que a van faz quando o pneu passa por cima do animal e a reação do motorista de olhar no retrovisor e seguir o trajeto sem parar para ver o que ocorreu.

Na sequencia, o animal surge ao fim da passagem do semirreboque acoplado no veículo. Ela ainda tentou se rastejar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois.

A cachorra, chamada Branquinha, é um cão comunitário, um animal que provavelmente foi abandonado por seu tutor e vivia na rua, mas contava com cuidados de voluntários da ONG e moradores, que forneciam água, alimentos e atendimentos veterinários.

Em outra postagem nas redes sociais, a UniAnjos informou que já possuí as informações sobre o motorista e a empresa proprietária da Van. A ONG quer que os responsáveis pelo atropelamento sejam punidos por abuso e maus tratos a animais, crime previsto em lei que pode dar de 2 a 5 anos de prisão.

A entidade também divulgou fotos e vídeos de Branquinha antes do atropelamento.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -