16.7 C
Guanambi
16 C
Vitória da Conquista

Alunos da Uesb estudam sobre a importância da música para o autocuidado

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

- Advertisement -

“O que a música ensina para a psicologia?”. Foi em busca da resposta para essa pergunta que estudantes do 8º semestre do curso de Psicologia da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) começaram, desde março, um estágio no Conservatório Municipal de Música, em Vitória da Conquista.

Duas vezes por semana, os estudantes acompanham as aulas oferecidas pelo órgão e interagem, por meio de entrevistas, com professores e alunos da instituição.

Professora dos estudantes, a psicóloga Brenda Luara explicou a escolha pelo Conservatório. “O Conservatório é uma instituição de formação, é público, atende uma ampla demanda e possibilita aos seus alunos uma cultura, que eles poderiam não ter acesso, se não fosse aqui. E, nessa perspectiva ampliar o repertório cultural, é ampliar também possibilidades existenciais”, comentou.

Segundo a professora, esse entendimento faz com que a música, a arte seja pensada enquanto um direito à humanização, o cuidado de si.

Como descata a professora,“É fazer arte porque eu mereço, porque eu preciso, porque isso me sensibiliza mais e me conecta comigo mesmo e com o mundo. Afinal, música é humanidade, é sobre cuidado de si. Às vezes, nosso paciente só vai conseguir se comunicar pela música, pela arte”.

De acordo com a professora, os estudantes tiveram acesso no Conservatório a um conteúdo que nem uma palestra ou curso de formação técnica seriam capaz de proporcionar. A estudante Ellen Marques confirma: “percebemos o quanto a música favorece e traz benefícios para pessoas, refletimos também sobre a evasão. Minha experiência foi muito incrível e enriquecedor, pois, não são todos os cursos que proporcionam essa experiência”, avaliou.

Segundo a prefeitura, os resultados e vivências dos alunos, a partir do estágio no Conservatório, deixaram o coordenador do espaço, Alex Lacerda, com expectativa de que a parceria se mantenha. “Por mais que pareçam áreas distintas, ambas trabalham com pessoas, com o objetivo de proporcionar esse autoconhecimento, a interação. Ter os alunos estagiando aqui foi muito importante e o nosso desejo é que essa parceria permaneça”, comentou.

Ainda como legado dessa experiência, contou a professora, alguns alunos propuseram projetos de intervenção para o Conservatório, a exemplo de espaços de convivência.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -