24.6 C
Guanambi
18.5 C
Vitória da Conquista

Sudoeste da Bahia e Norte de Minas tiveram inverno mais frio do que a média histórica

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

Áreas das regiões Sudoeste da Bahia e Norte de Minas tiveram inverno mais rigoroso em 2022 do que a média histórica observada nestas localidades. Os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que divulgou um relatório na última sexta-feira (23), primeiro dia após o fim da estação.

De acordo com o mapa de anomalias de temperaturas dos meses de junho, julho e agosto, nestas regiões, os termômetros marcaram médias entre 1ºC e 3ºC menores do que o observado entre os anos de 1981 e 2010. Já outras regiões da Bahia, com exceção do Nordeste do estado, tiveram inverno com temperaturas dentro do padrão. assim como boa parte de Minas Gerais, que também teve registros de anomalias positivas de temperatura no Sul do Estado.

Anomalias ou desvios de (a) precipitação e (b) temperatura média do ar observadas no trimestre Junho, Julho e Agosto/2022. Fonte: INMET

Em Vitória da Conquista, cidade com atitude de mais de mil metros acima do nível do mar, o rigor do inverno assustou até aqueles que já são acostumados com o frio característico do local. A cidade registrou baixas temperaturas pela primeira vez no ano em meados de maio, ainda no outono, com mínima de 7,4ºC no dia 20.

Logo na primeira semana do inicio do inverno, um novo pico de temperatura baixa foi registrado, 7,3ºC, no dia 29 de junho, a menor temperatura registrada pelo Instituto Nacional de Meteorologia na cidade desde 2008, quando foram registrados 7,1ºC.

No fim de agosto, Vitória da Conquista ficou por 90 horas seguidas com temperatura abaixo dos 20ºC. Em alguns instantes deste período, a sensação térmica chegou próxima da casa dos 3°C.

Já Guanambi, cidade com altitude de pouco mais de 500 metros, também fez frio além do comum na última estação. Apesar de algumas semanas com temperaturas de primavera e verão, com máximas acima de 35ºC, houve várias semanas de frio na cidade.

No fim de agosto, com ventos constantes e mínima na casa de 15ºC, a estação do Inmet chegou a registrar sensação térmica de 5,8ºC, algo bastante incomum na cidade conhecida pelo calor severo.

Relatório do Inmet

De acordo com o relatório do Inmet, as chuvas durante o inverno de 2022 foram próximas e acima da média em quase todas as regiões brasileiras, exceto na Região Sudeste, onde as chuvas foram 35% abaixo da média. O destaque vai para a costa leste do Nordeste, onde foram registrados maiores desvios positivos de chuva nos meses de junho e julho. Em
Natal, por exemplo, a estação meteorológica do INMET registrou um total de chuva acumulado em julho de 601,2 mm, passando a ser o segundo julho mais chuvoso desde 1961, ficando atrás somente de julho de 1998, quando acumulou no mês 791,8 mm.

Quanto a temperatura média do ar, o relatório aponta que houve o predomínio de temperaturas acima da média, principalmente nas regiões Norte, Centro-Oeste e Sul, enquanto no Nordeste e Sudeste foram observadas temperaturas próximas e ligeiramente abaixo da média.

Em julho, foram observados valores de até 3ºC acima da média desde o sul da região amazônica, passando pela parte central até o oeste da Região Sul. Vale ressaltar que a média histórica (1991 – 2020) das temperaturas médias observadas nas estações meteorológicas do INMET, em todo o Brasil no mês de julho, é de 21,9°C.

Entretanto, em 2022 a temperatura média foi de 22,8°C, ou seja, um desvio de 0,82°C
acima da média histórica, colocando este como o julho mais quente já registrado no
Brasil desde 1961, ultrapassando julho de 2015 que registrou 22,7°C.

Neste contexto, julho foi o mês que apresentou menor número de dias com ocorrência de geadas (6 dias) em relação aos meses de junho e agosto, que variou de 11 a 12 dias de registros. Além disto, não apresentou registro de temperaturas mínimas negativas, como nos demais meses de inverno.

Quanto a intensidade das geadas, junho foi o mês com maior número de casos de geadas fortes, totalizando 14 casos registrados nas estações meteorológicas do INMET. A menor temperatura mínima registrada no inverno ocorreu em Bom Jardim da Serra (SC) no dia 19 de agosto, sendo a menor do ano até o momento e com registro de neve. Além disso, desde abertura da estação em 2007, o valor de -6,4°C ficou atrás apenas do dia 21/08/2020, onde foi registrado -8,6°C.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias