30.9 C
Guanambi
21.1 C
Vitória da Conquista

Instalação de agroindústria vai mudar patamar da produção de morangos na Chapada Diamantina

Mais Lidas

Agricultores e agricultoras familiares da região de Barra da Estiva e Ibicoara, situadas na Chapada Diamantina, estão contando os dias para a inauguração da unidade de beneficiamento de morango. Essa instalação será um recurso crucial para atender às demandas dos produtores vinculados à Associação dos Produtores de Morango e Hortifrut da Chapada Diamantina (Aspromh) e a mais de 100 famílias afiliadas à Cooperativa de Produtores Rurais de Ibicoara e Chapada Diamantina (Coopric).

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Rural da Bahia (SDR), uma vez em operação, a agroindústria terá uma capacidade de armazenamento de 20 toneladas para o morango congelado e 15 toneladas para o resfriado, prometendo impulsionar significativamente a capacidade de processamento e comercialização desses produtos agrícolas.

Nesta sexta-feira (11), o acordo entre a Aspromh e a Coopric foi oficializado por meio de uma visita técnica aos empreendimentos situados em nos dois municípios. Representantes da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), entidade pública vinculada à SDR, estiveram presentes para selar a colaboração. Um montante de recursos da ordem de R$ 477.7 mil foi direcionado para a concretização da unidade de beneficiamento.

Denevaldo Carvalho Luz, também conhecido como Barão, um agricultor familiar associado à Aspromh, expressou sua perspectiva sobre o empreendimento. Ele destacou o impacto positivo que a nova unidade de beneficiamento terá na valorização e comercialização da produção de morangos da região. Barão compartilhou que o cultivo de morangos não apenas trouxe mudanças na sua vida, mas também na vida de muitos outros na área. Ele enfatizou a importância da unidade de beneficiamento, especialmente para a comercialização de morangos congelados, aproveitando a infraestrutura de resfriamento e congelamento. Essa capacidade permitirá agregar valor à produção, possibilitando um armazenamento mais eficaz e a busca por mercados mais vantajosos para os agricultores locais.

O diretor-presidente da CAR, Jeandro Ribeiro, destacou que a experiência de Barão é um belo o exemplo de empreendedor rural. “Barão acreditou numa proposta que veio pra ele e construiu um ambiente muito favorável para que pudéssemos estar aqui hoje. O Estado enxergou essa potencialidade e, através da CAR, fez investimentos, que agora são realidade. A gente está vendo aqui um depoimento belíssimo do que é empreender no ambiente rural da nova agricultura familiar e vendo que daqui pra frente teremos mais ‘Barões’ sendo visualizados”.

A Coopric também foi beneficiada com R$ 60 mil reais em investimentos, por meio do projeto da CAR, Bahia Produtiva, aplicados em um container e em caixas para o armazenamento de morangos. Orlando Feiler, presidente da Coopric, comemorou a parceria firmada com a Aspromh, que vai qualificar ainda mais o trabalho da cooperativa e ampliar a renda dos cooperados. “Vamos fazer um trabalho em conjunto no beneficiamento de morango. Isso vai ser muito importante para os produtores porque vai racionalizar o trabalho e criar um produto de qualidade beneficiando a todos os cooperados”.

Estufas para citrus e café

Outra estrutura visitada foi a das estufas instaladas no povoado de Santo Antônio, próximo à área urbana do Municipio de Ibicoara. No local será implantado um viveiro de mudas que terá a plantação inicial de 15 mil mudas de citrus e 150 mil mudas. A ação é resultado do convênio, que tem recursos da ordem de R$ 194 mil, firmado entre a CAR a Prefeitura de Ibicoara. A iniciativa contará com a parceria da Coopric, que ficará responsável, inicialmente, pela produção de dois mil metros quadrados.

De acordo com o presidente da Coopric, a ideia é ser um viveiro de mudas certificado que deverá beneficiar mais de 1.000 famílias entre cooperados e não cooperados. “A gente quer que seja um uso de qualidade para atender o produtor da região, evitando a vinda de mudas de outros locais que possam trazer doenças e pragas. Essas parcerias vão produzir muitos bons frutos para os cooperados, o município e a região aqui da Chapada Diamantina”.

Turismo Rural

O grupo visitou ainda a estação de Turismo Rural no Sítio e Cafeteria Canjerana, que conta com uma estrutura que inclui produção de morangos, café, cacau e outras culturas, numa área preservada de agrofloresta do município de Ibicoara. No local é possível conhecer espécies de árvores nativas como a Canjerana e apreciar o processo de torra do café, produzido na propriedade, entre outros atrativos.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias