20.6 C
Guanambi
18.3 C
Vitória da Conquista

Contrato permitirá a expansão de gasodutos para Vitória da Conquista e Juazeiro

Mais Lidas

As regiões de Juazeiro e Vitória da Conquista poderão receber distribuição de Gás Natural Liquefeito (GNL) e Gás Natural Comprimido (GNC). Isto por conta de um contrato, firmado na manhã desta quarta-feira (11).

O acordo envolvendo a Petrobahia, a Bahiagás e a distribuidora GNLink tem vigência de dez anos e valor de R$ 214 milhões. Juntas, as empresas irão construir e operar uma unidade de processamento e distribuição em Itabuna, no Sul da Bahia, atendendo aos mercados industrial e automotivo, com foco nas regiões sul, extremo sul e sudoeste do estado. 

A assinatura do documento ocorreu no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), e contou com a presença do governador Jerônimo Rodrigues.

A Bahiagás informou que a  distribuidora de gás natural GNLink comprará seu gás produzido e cuidará da operação. A Petrobahia expandirá sua rede de postos de Gás Natural Veicular em toda a Bahia. O contrato visa alcançar municípios a distâncias de até 1.000 Km da rede atual da Bahiagás, permitindo que o gás natural chegue a regiões atualmente não atendidas por gasodutos

O investimento total será de cerca de R$ 155,9 milhões, com R$ 125 milhões da GNLink, R$ 30 milhões da Petrobahia e R$ 900 mil da Bahiagás.

Durante o evento de assinatura do acordo, o governador lembrou que a iniciativa é mais uma possibilidade de interiorizar, gerar emprego e renda e, ainda, abrir espaço para que empresas e indústrias possam vir para a Bahia. “Nós temos potencial forte na região metropolitana de Salvador, no polo de Camaçari, no polo de Feira de Santana. Mas vamos, também, falar do oeste, do norte, do extremo sul, do sudoeste, da Chapara Diamantina. Então, queremos chegar com essa oferta de gás. Ofereceremos a vocês um calendário, agora já é concreto. A partir do ano que vem, a gente já terá essa unidade distribuindo gás no interior do estado”, adianta Jerônimo.

Segundo a Bahiagás, a parceria é fundamental para a estatal, pois permite a comercialização de gás em áreas não atendidas por gasodutos e contribui para a interiorização. A empresa, hoje, atende mais de 75 mil clientes em 22 municípios e é a maior concessionária pública de gás natural do Brasil.

O projeto também terá um impacto econômico significativo, gerando 50 empregos diretos com a operação da GNLink. Para Marcelo Rodrigues, CEO da empresa, a parceria é um marco para o desenvolvimento da Bahia: “estamos comprometidos em proporcionar oportunidades de emprego e crescimento econômico. A operação em Itabuna é apenas o começo de um projeto ambicioso para fornecer energia limpa e acessível a todo o estado”.

Luiz Gavazza, presidente da Bahiagás, destaca a importância do contrato na expansão da oferta de gás natural em diferentes regiões: “a iniciativa representa um marco importante, antecipando o fornecimento de gás natural em regiões fora da malha dutoviária e abrindo caminho para a oferta deste produto em todo o interior da Bahia. Além disso, este projeto será o primeiro de liquefação de gás natural proveniente de gasoduto no Nordeste”.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas