30.6 C
Guanambi
28 C
Vitória da Conquista

MEC abre seleção para 1.500 bolsas de doutorado-sanduíche no exterior

Mais Lidas

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) publicou nesta segunda-feira (6), o Edital nº 30/2023, do Programa Institucional de Doutorado-Sanduíche no Exterior (PDSE). A seleção oferecerá 1.518 bolsas, com duração de três a seis meses. As instituições de ensino têm até 6 de dezembro para realizar os processos seletivos internos de pesquisadores.

De acordo com o Ministério da Educação, os candidatos indicados pelas instituições terão de 7 a 18 de dezembro para apresentar a candidatura no Sistema de Inscrições da Capes (Sicapes). Dentre os requisitos para participar estão a condição de brasileiro nato ou, se estrangeiro, possuir visto de estudante ou autorização de residência no Brasil. Além disso, o candidato não pode possuir título de doutor, deve estar matriculado em curso de doutorado, com nota igual ou superior a quatro e não estar em situação de inadimplência com a Capes ou quaisquer órgãos da administração pública. A lista completa pode ser consultada no edital.

As Pró-Reitorias de Pós-Graduação ou equivalentes terão de 19 a 22 de dezembro para homologar as candidaturas. A relação de homologados será publicada a partir do dia 27 do mesmo mês. O início das atividades no exterior se dará entre abril e junho de 2024.

Sobre o PDSE

Criado em 2006, o Programa Institucional de Doutorado-Sanduíche no Exterior – PDSE permite que alunos matriculados em cursos de doutorado no Brasil façam parte de seus estudos em instituição estrangeira. Ao final da bolsa eles devem retornar ao País para a defesa da tese.

O PDSE complementa e aumenta as possibilidades de formação ofertadas no Brasil, expande a colaboração com cientistas do exterior, aumenta a visibilidade da produção científica do País e fortalece os programas de pós-graduação nacionais.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas