22.4 C
Guanambi
20.4 C
Vitória da Conquista

Vigilância Sanitária apreendeu mais de três toneladas de produtos alimentícios vencidos em Vitória da Conquista

Mais Lidas

A Vigilância Sanitária (Visa) de Vitória da Conquista apreendeu nos dois últimos meses mais de três toneladas de produtos vencidos, deteriorados e avariados, que estavam à venda em estabelecimentos do setor alimentício. Diante da situação, a Vigilância faz o alerta para que os consumidores tenham atenção às embalagens e rótulos dos produtos no momento da compra.

De acordo com informações da Prefeitura, corriqueiramente, estão sendo encontrados alimentos e bebidas com o prazo de validade vencido, que são apagados da embalagem e colocados novamente à venda nas prateleiras. “Na pressa, as vezes, a gente esquece de observar esse detalhe, além das condições do produto e do local. Nas fiscalizações temos atendido muitas denúncias anônimas nesse sentido, feito apreensões e notificado esses estabelecimentos que apresentam inconformidades”, explicou o coordenador da Visa, Maico Mares.

O cumprimento das normas sanitárias por qualquer tipo de estabelecimento comercial, principalmente aqueles ligados ao ramo alimentício, é fundamental para garantir a qualidade e a segurança dos produtos para os consumidores, e evitar os riscos à saúde.

Para combater a prática de comercialização de produtos vencidos ou fora das normas sanitárias, a Vigilância pede que cada cidadão também fiscalize seus produtos na hora da compra. “Temos uma quantidade enorme de estabelecimentos no município, estamos trabalhando dentro das nossas possibilidades para coibir essa situação, mas é muito difícil alcançar todos eles. Por isso, é importante que a gente crie esse hábito de observar e denunciar quando situações assim forem encontradas”, complementou o coordenador.

Foto: Reprodução/ Prefeitura de Vitória da Conquista

Quanto aos produtos vencidos em comercialização, de acordo com o Procon, o proprietário do estabelecimento tem a obrigação de trocar ou restituir o valor pago pelo consumidor, que tem o direito de acionar os órgãos de fiscalização.

A população pode denunciar, de forma anônima, na Ouvidoria da Saúde 0800 284 70 10 ou pelo site da PMVC, na aba da Ouvidoria Municipal.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas