23 C
Guanambi
19.4 C
Vitória da Conquista

Rio São Francisco recebeu 50 mil alevinos durante Festa de Bom Jesus dos Navegantes na Bahia

Mais Lidas

Peixes de espécies nativas da bacia hidrográfica do São Francisco foram inseridos no domingo (14) pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em trechos do rio na localidade de Barrinha, no município de Bom Jesus da Lapa (BA), durante a tradicional Festa de Bom Jesus dos Navegantes.

Ao todo, o trecho do rio na região do Médio São Francisco baiano recebeu 50 mil alevinos. O peixamento inseriu nas águas do rio São Francisco 35 mil alevinos da espécie curimatã e mais 15 mil alevinos de pacamã e mobilizou a comunidade e visitantes que vieram prestigiar a tradicional festa.

Um deles foi o pescador Noemio Rodrigues Pereira, que também participou da soltura dos peixes.

“Para nós que vivemos do rio São Francisco, esse peixamento é muito importante, pois teremos uma grande produção para toda a comunidade. Todos os anos, a Codevasf vem dar esse apoio ao nosso rio e aos pescadores”, comemorou o pescador, que atua na região do Médio São Francisco baiano.

De acordo com o padre Roque Silva, reitor do Santuário do Bom Jesus da Lapa, a festa foi trazida pelos remanescentes da barragem de Sobradinho, que foram instalados na região. Ele destaca que o peixamento também é uma ação de educação ambiental para envolver a comunidade na proteção ao rio São Francisco.

“Essa é uma forma de contribuir para a conscientização sobre a preservação do rio e acerca do respeito à piracema para que os peixes cresçam até estarem em condições de pesca e consumo”, afirmou o líder religioso.

O engenheiro de pesca da Codevasf, Dyego Freire, acompanhou o peixamento e apontou os objetivos da ação.

“Os peixamentos realizados pela Companhia são fundamentais para a recomposição da ictiofauna e atuam como ação de revitalização da bacia hidrográfica, recuperando o meio ambiente atingindo pela ação do ser humano. Nós fazemos a recomposição do estoque pesqueiro com espécies nativas da bacia hidrográfica para que os peixes continuem a aparecer na pesca e que no futuro cumpram sua função ecológica e social”, explicou.

De acordo com a Codevasf, os alevinos utilizados no peixamento foram produzidos no Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Xique-Xique, unidade de pesquisa e tecnologia que produz anualmente milhões de alevinos de espécies de peixes nativas de importância econômica e ecológica para soltura.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas