31.1 C
Guanambi
19.6 C
Vitória da Conquista

Rio São Francisco terá nova ponte ligando dois estados

Mais Lidas

Uma nova ponte será construída sobre o Rio São Francisco, entre as cidades de Penedo, em Alagoas, e Neópilis, em Sergipe, na rodovia BR-349/AL/SE.

A ordem de serviço foi assinada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no último sábado (13), para a elaboração dos projetos básico e executivo de engenharia e posterior execução das obras de construção da ponte.

O documento foi assinado pelo ministro dos Transportes, Renan Filho; pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macêdo; pelo governador de Alagoas, Paulo Dantas; pelo governador de Sergipe, Fábio Mitidieri; pelo prefeito de Neópolis, Célio de Zequinha; pelo prefeito de Penedo, Ronaldo Lopes e pelo diretor-geral do DNIT, Fabrício Galvão.

Veja também: Nova fase da transposição do Rio São Francisco vai avançar por mais cinco municípios da região mais seca do Brasil

A solenidade de assinatura, que aconteceu no Largo de São Gonçalo, localizado no Centro Histórico do município de Penedo, em Alagoas, contou também com presença do Secretário Executivo do Ministério dos Transportes, George Santoro; do Secretário Nacional de Trânsito, Adrualdo Catão; do diretor-executivo do DNIT, Carlos Barros e dos superintendentes Regionais de Alagoas e Sergipe, André Paes e Halpher Luiggi, respectivamente e ainda a presença de Fernando Farias, senador por Alagoas e de outros parlamentares dos dois estados.

 

Atualmente o acesso até Neópolis, a partir de Aracaju, pode ser efetuado tanto pelo interior, pelas BR-101/BR-335, em percurso de cerca de 120 quilômetros, como também pelo litoral, tomando a SE-100, em um percurso de cerca de 110 quilômetros. A partir de Maceió/AL, o acesso até Penedo tem o menor percurso (cerca de 170 quilômetros de extensão), pelas rodovias BR-101 e AL-105.

O trecho a ser projetado deverá receber influências de alguns polos geradores de tráfego, bem como das vias existentes na localidade (tráfego local) e de algumas rodovias cujo tráfego poderá ser desviado para a nova ponte. É importante destacar que atualmente a travessia é feita, muitas vezes, por meio de balsas.

O empreendimento

A ponte será construída sobre o rio São Francisco, bem como as interseções e segmentos rodoviários complementares, interligando a rodovia SE-335, em Neópolis, à AL-225, em Penedo. A estrutura terá uma extensão estimada em 1,18 quilômetros, 18 metros de largura e um trecho central em balanço sucessivo de 300 metros com vãos laterais de 75 metros e vão central de 150 metros.

Benefícios

De acordo com o Dnit, o meio socioeconômico da área de influência do empreendimento certamente será alterado com a implantação da ponte na BR-349/AL, tendo reflexos diretos na economia regional e na qualidade de vida de seus habitantes.

“Com a construção da ponte, os cidadãos poderão usufruir de benefícios como a Redução do tempo de viagens e aumento das condições de segurança de usuários da rodovia e da população local; Facilitação do acesso das populações locais aos serviços sociais (educação, saúde etc.); Melhoria das condições de escoamento dos produtos locais e impactos positivos no incremento e competitividade da economia regional; Redução dos custos operacionais dos veículos, com impactos positivos no preço dos fretes e das tarifas pagas pelos usuários; Incremento das atividades econômicas e consequentemente, aumento dos recursos tributários arrecadados nos municípios da área de influência.

A nova estrutura representará um impulso de desenvolvimento entre Alagoas e Sergipe e permitirá maior segurança no deslocamento dos milhares de habitantes existentes nas duas regiões, uma vez que o rio São Francisco representa um indutor histórico da região e a ligação rodoviária entre as duas cidades permitirá a continuidade desse desenvolvimento.

A obra demandará investimentos de aproximadamente R$ 203 milhões e terá como consequência um estímulo à economia local, diversificando também os serviços ligados ao turismo. O prazo estimado para execução dos projetos e das obras é de 36 meses.

 

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas