32.6 C
Guanambi
24.2 C
Vitória da Conquista

Inmet emitiu alerta vermelho por conta de ciclone subtropical no Rio de Janeiro e São Paulo

Mais Lidas

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta vermelho de chuvas intensa. O aviso meteorológico envolve áreas dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

De acordo com o órgão, um ciclone subtropical deve se formar em alto-mar, a sudeste da cidade de Arraial do Cabo (RJ), com deslocamento para leste e, em seguida, para sul/sudoeste, a partir da noite desta quarta-feira (14). O fenômeno vai provocar muita chuva no litoral norte de São Paulo até a Região Metropolitana do Rio de Janeiro, com maior atenção para a região da Costa Verde, incluindo os municípios de Angra dos Reis e Paraty.

A informação foi confirmada em uma nota técnica à imprensa, emitida pela Marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), em colaboração com o Inmet, com o Centro Integrado de Meteorologia Aeronáutica da Força Aérea Brasileira (Cimaer/FAB) e o com Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Mapa de pressão atmosférica com destaque para a área de atuação do ciclone. – Fonte: Inmet

Segundo as informações da nota, em caso de persistência das condições atmosféricas e da intensificação do vento, o ciclone pode ser classificado como tempestade subtropical, podendo provocar ventos de até 83 km/h em seu entorno, principalmente nos setores sul e sudeste, até a noite da próxima terça-feira (20).

O alerta vermelho, de grande perigo, começa a vigorar 18h desta quarta-feira e tem validade de 24 horas. A depender das oscilações, o alerta poderá ser prorrogado ou substituído por outros mais atualizados, publicados no site do Inmet,

Nas áreas sob alerta, pode ocorrer chuva com acumulados de 60 milímetros por hora (mm/h) ou maior que 100 (mm/dia), acompanhada de ventos superiores a 100 km/h.

O Inmet ressalta que tais condições podem trazer grande risco de danos em edificações, corte de energia elétrica, de queda de árvores, descargas elétricas, alagamentos, enxurradas e grandes transtornos no transporte rodoviário.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas