22.2 C
Guanambi
18.3 C
Vitória da Conquista

Confira a previsão do tempo atualizada pelo Inmet para todo o Brasil até 24 de abril

Mais Lidas

Nesta segunda-feira, 8 de abril, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) divulgou o Informativo Meteorológico Nº 13/2024. O documento contém a previsão do tempo para todas as regiões do Brasil e o balanço das condições registradas nos últimos 15 dias.

Para a primeira semana, entre os dias 8 e 15 de abril, a semana poderá apresentar grandes acumulados de chuva, que poderão ultrapassar 80 milímetros (mm), conforme indicam os tons em vermelho no mapa acima, especialmente no norte do País, devido à combinação do calor e alta umidade, além da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) que continuam influenciando as instabilidades na região e provocando chuvas intensas.

Já na Região Sul o avanço da frente fria no oceano, no início desta semana, ainda provocará chuvas localmente fortes.

O Inmet ressaltou que monitora estas condições e reforça a importância do acompanhamento diário das atualizações da previsão do tempo e emissão dos avisos meteorológicos especiais no portal do órgão.

Previsão para a 1ª semana – de 8 a 15 de abril

Região Norte: são previstas pancadas de chuvas no decorrer da semana, com valores maiores que 80,0 mm em áreas do Amazonas, Pará, e Tocantins, que podem vir acompanhadas de raios, rajadas de vento e trovoadas. Nas demais áreas, não se descartam pancadas de chuvas isoladas com menores acumulados. Haverá ausência de chuva em Roraima e noroeste do Pará.

Região Nordeste: a atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) irá provocar áreas de forte instabilidade no norte dos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, bem como no interior da Paraíba, onde a previsão indica chuvas superiores a 80 mm. Na parte leste, são previstos acumulados maiores que 60 mm. Já no interior da Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe, não há previsão de chuva.

Região Centro-Oeste: as chuvas deverão ser mais localizadas na parte oeste da região durante a semana, com volumes superiores a 40 mm. No centro-sul de Mato Grosso do Sul, o total de chuva poderá ultrapassar os 70,0 mm. Por outro lado, nas demais áreas, são previstos menores volumes, principalmente no leste de Goiás e Distrito Federal

Região Sudeste: a previsão é tempo quente e seco em grande parte da região, principalmente no norte de Minas Gerais. No sudeste e leste de São Paulo e Rio de Janeiro, são previstas pancadas de chuvas com volumes que podem ultrapassar os 60 mm, especialmente no final desta semana.

Região Sul: a frente fria que avança sobre o oceano ainda irá provocar chuvas intensas sobre Santa Catarina e Paraná ao longo da semana. No Rio Grande do Sul, os maiores volumes de chuva devem ocorrer mais para o fim de semana e podem vir acompanhadas de raios, rajadas de vento, trovoadas e possíveis queda de granizo. Desta forma, o Inmet reforça a importância do acompanhamento diário das atualizações de previsão do tempo e emissão dos avisos meteorológicos especiais pelo portal.

Previsão para a 2ª semana  de 16 a 24 de abril

Previsão de chuva de 16 a 24 abril. Fonte: NCEP/NOAA.
Previsão de chuva de 16 a 24 abril. Fonte: NCEP/NOAA.

Na segunda semana, entre os dias 16 e 24 de abril de 2024, a semana poderá apresentar volumes de chuva maiores que 70 mm na parte central e norte do País, conforme indicado no mapa acima.

Região Norte: são previstos acumulados maiores que 70,0 mm em grande parte da região, exceto no norte de Roraima, leste do Acre e do Tocantins, com volumes inferiores a 50 mm.

Região Nordeste: a previsão é de chuvas em forma de pancadas que podem superar os 70,0 mm no Maranhão, Piauí, norte do Ceará e Rio Grande do Norte, além da parte sul da Bahia. Nas demais áreas, são previstos menores acumulados de chuvas.

Regiões Centro-Oeste e Sudeste: são previstas pancadas de chuvas localmente fortes e que podem superar os 70,0 mm no norte das duas regiões. Nas demais áreas, a previsão é de volumes inferiores a 50 mm.

Região Sul: a previsão é de chuvas maiores que 50,0 mm no Rio Grande do Sul e oeste de santa Catarina. No restante da região, a previsão é de volumes menores, especialmente no noroeste do Paraná, onde os acumulados podem ficar abaixo de 20 mm.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas