Reprodução
Anúncio

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelo processo da Lava Jato na primeira instância, autorizou o cantor baiano Gilberto Gil ser testemunha de defesa do ex-presidente Lula (PT) no processo sobre o sítio de Atibaia, segundo a coluna Satélite, do jornal Correio.

De acordo com a publicação, o artista vai substituir a ex-ministra do Planejamento, Miriam Belchior. Os advogados de Lula pediram a troca no último dia 24.

Moro determinou ainda que Gil seja intimado a depor em 11 de junho pela Justiça Federal do Rio de Janeiro, onde mora.

Anúncio

Deixe uma resposta