Anúncio

Erika Januza chegou à final da 15ª edição do Dança dos Famosos, em dezembro do ano passado, mas teve de lidar com ofensas raciais, via e-mail, durante esse percurso.

No Altas Horas deste sábado, 12, a atriz comentou sobre o caso e disse que levou o material à polícia a fim de descobrir o autor, ou autores, das mensagens.

“Desde o início do Dança [dos Famosos], recebi um [e-mail] bem longo com o título ‘conselho de um profissional’. Eu abri. E foi um misto de raiva, tristeza. Eu chorei e apaguei. Chegaram outros, foram chegando. [Eu disse] ‘não vou apagar, vou guardar’. Eram e-mails enormes, me chamando de tudo que você imaginar, ‘onde o Faustão estava com a cabeça de me colocar ali”, relatou. Segundo ela, as mensagens chegaram até o último dia do quadro.

Questionada sobre se as ofensas eram relacionadas à sua performance no programa ou à cor de sua pele, ela disse que os dois, mas, principalmente, à cor.

“Fui guardando [os e-mails]. Aí aconteceu um episódio de me ofenderem pelo Instagram e aí peguei tudo e levei à polícia, porque não sei se tinha relação ou não, mas eu peguei ao mesmo tempo e levei”, disse Erika. Ela afirma que o inquérito está em andamento e espera que encontrem o responsável pelas mensagens.

“O que as pessoas tem que entender é que não dá para se esconder atrás da internet, não dá para fazer o que quiser achando que a internet está protegendo. Então, meu desejo que encontre é para isso: para as pessoas respeitarem a outra, saírem dessa camada oculta que acham que estão e aprenderem a respeitar o outro e entender que não pode ficar impune”, completou a atriz.

Fonte: emais.estadao.com.br

Anúncio

Deixe uma resposta