Tiago Marques | Redação 96FM

O Conselho Pastoral da diocese de Caetité está empenhado em colaborar para eleições mais limpas e justas na Região. A CPD, representada pelo Pe. Osvaldino Barbosa, coordenador das Pastorais Sociais da Diocese, está a frente da campanha que pretende envolver as paróquias de forma a promover a boa convivência com os candidatos, além de realizar debates que auxiliem os cristãos na escolha dos seus representantes.

“A proposta é para que tenhamos um período eleitoral com menos barulho e mais possibilidade de discutirmos os projetos políticos para as nossas cidades”, justificou o Padre. Foi cogitada a preparação de um Termo de Ajustamento de Conduta – TAC – para os candidatos assinarem, mas se preferiu o acompanhamento e empenho para o cumprimento dos TACs feitos pelas comarcas eleitorais.

Campanha Suja e Cara

Congestionamento de carros de propaganda volante, abuso de fogos de artifício, pagamentos à cabos eleitorais, carreatas e passeatas financiadas pelos candidatos são comuns na Região. O fato é que tudo isso torna a eleição cara e suja, favorece o abuso do poder econômico e consequentemente a corrupção. O barulho e a força do dinheiro ficam em primeiro plano, o debate sobre os rumos da cidade e a qualidade de vida de seus habitantes é abafado por tanta poluição sonora e visual.

O ministério público eleitoral de algumas comarcas está tomando providências para evitar abusos durante à eleição, através de assinatura de TAC´s com os candidatos, limitando as ações de campanha, vetando o uso de estratégias que maculem o processo. A igreja católica, através da Diocese de Caetité, vai neste sentido para que em 2016 os pleitos eleitorais ocorram de forma sadia.

 

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui