28 C
Guanambi
22.8 C
Vitória da Conquista

Procurador de caso Victor Ramos espera dados da FBF e confia em parecer na quinta

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -

Thiago Pereira | Globo Esporte

O caso em torno da escalação do zagueiro Victor Ramos na partida do último sábado, contra o Flamengo de Guanambi, deve ganhar um rumo nas próximas horas. Nesta quarta-feira, em contato com o GloboEsporte.com, o 2º Sub-Procurador do Tribunal de Justiça Desportiva, Hélio Santos Menezes Júnior, disse que aguarda informações da Federação Bahiana de Futebol (FBF) para decidir o destino da denúncia feita pelo Flamengo de Guanambi. A depender do resultado da avaliação da procuradoria, a denúncia pode ser arquivada ou se tornar uma ação no TJD-BA.

- A equipe do Flamengo ingressou com a denúncia e ela está sendo analisada. Estou apreciando esse pedido. Até amanhã tem uma reposta. Requisitei informações da FBF e até amanhã devo dar um parecer – contou Hélio Santos, que ficou encarregado de analisar o caso.

O Flamengo de Guanambi questiona a utilização de Victor Ramos pelo Vitória na partida do último fim de semana, que terminou com o placar de 3 a 0 para o time da capital baiana, que avançou para as semifinais da competição. A alegação é de que a escalação do zagueiro estaria em contradição com o parágrafo terceiro do artigo 20 do Campeonato Baiano. O texto diz que, em caso de transferência internacional, o atleta tem que ter o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) até o dia 16 de março. Victor Ramos, que pertence ao Monterrey, do México, teve o nome publicado no dia 18 de março. O Vitória, no entanto, alega que a negociação foi nacional.

Na tarde da última segunda-feira, o diretor do Flamengo de Guanambi, Thiago Dantas, confirmou ao GloboEsporte.com que o clube entrou com uma ação na qual pede a eliminação do Leão da Barra do Campeonato Baiano 2016.

O Vitória nega qualquer irregularidade. O argumento do Leão é que, após o fim do empréstimo de Victor Ramos ao Palmeiras, em dezembro do ano passado, o ITC não saiu do Brasil, assim seria uma negociação nacional. A Federação Bahiana de Futebol (FBF) tem a mesma a visão sobre o caso e afirma que a CBF confirmou com o caráter da negociação.

Em nota divulgada na última segunda-feira, a FBF anexou cópias de um ofício datado de 16 de março, o contrato de Victor Ramos com o Vitória, além de um e-mail trocado no último domingo, 11 dias após o envio do ofício, com o diretor de registros da CBF, Reynaldo Buzzoni.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -