O bloqueio do WhatsApp é muito assustador em uma democracia, disse o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, ao se referir à ordem judicial que deixou o aplicativo fora do ar por 25 horas em todo o Brasil.

“A ideia de que todos os brasileiros possam ter seu direito à liberdade de comunicação negado desta forma é muito assustadora em uma democracia”, postou Zuckerberg em sua página na rede social.

Ele agradeceu aos usuários que se mostraram contrário à determinação judicial e aproveitou para fazer um pedido: “Você e seus amigos podem ajudar a garantir que isso nunca mais aconteça e eu espero que vocês se envolvam”, disse Zuckerberg, ao se referir ao evento da recém-formada Frente Parlamentar pela Internet Livre, a ser realizado amanhã (4), para apresentará projetos de lei que, segundo o executivo, evitar o bloqueio de serviços de internet como o WhatsApp.

“Se você é brasileiro e apoia o WhatsApp, eu quero incentivá-lo a expressar sua opinião. Compartilhe essa causa assinando a petição“, finalizou.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

Motivo do bloqueio

O juiz Marcel Montalvão, que determinou o bloqueio do WhatsApp, é o mesmo que no começo de março mandou prender o vice-presidente do Facebook na América Latina, o argentino Diego Jorge Dzodan.

O juiz atendeu a uma medida cautelar ingressada pela Polícia Federal, com parecer favorável do Ministério Público, já que o WhatsApp não cumpriu os pedidos da Justiça, mesmo após o pedido de prisão do representante do Facebook no Brasil.

Veja mais no UOL, em São Paulo

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui