24.3 C
Guanambi
19.9 C
Vitória da Conquista

FGV lança estudo sobre geografia do encarceramento no Brasil

9,100FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever
Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Advertisement

Estudo inédito no Brasil, desenvolvido pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV e baseado em dados da Secretaria do Estado de Administração Penitenciária (SEAP), identificou a concentração geográfica de (1) origem de apenados e de (2) ocorrência de crimes que levaram à detenção na cidade do Rio de Janeiro. Intitulado “Geografia do Encarceramento”, o estudo permite traçar estratégias para investimento mais eficiente de recursos públicos, alocando de maneira equilibrada recursos entre as ações de prevenção e de repressão. Indica, nesse sentido, uma nova oportunidade de investimentos específicos para o combate à cooptação de jovens para o crime, com o efeito também de uma futura redução da população carcerária.

Foram analisados fichas de 18.438 detentos que que estiveram presos em algum momento entre janeiro e julho de 2015 em prisões na cidade do Rio. O universo representa 38% de todos os 48.479 detentos que passaram por presídios do estado no mesmo período. Em números absolutos, 875 detentos declararam residir em Bangu. Em Bonsucesso – o primeiro do ranking se considerada a taxa de detentos por habitantes -, era o bairro declarado de residência 603 encarcerados. A lista segue com Campo Grande (541 presos), Santa Cruz (479) e Cidade de Deus (473). Entre os 160 bairros do Rio, só nesses cinco primeiros viviam 16% dos detentos.

.
O estudo permite traçar estratégias para investimento mais eficiente de recursos públicos, alocando de maneira equilibrada recursos entre as ações de prevenção e de repressão. Indica, nesse sentido, uma nova oportunidade de investimentos específicos para o combate à cooptação de jovens para o crime, com o efeito esperado de uma futura redução da população carcerária.

- Advertisement -
Brasil FGV lança estudo sobre geografia do encarceramento no Brasil

Deixe uma resposta

Relacionadas