O Grupo de Estudos Sobre a Origem do Sertão Primeiro – Antiquis, realiza na próxima quinta-feira, 1ª de Dezembro, o lançamento oficial do Volume 1 da Série Reisados em Caetité. O primeiro CD a ser lançado é do Ternos de Reis da Fazenda Boa Sorte.

vitrine-vol1-1200x630
Foto Antiquis

O Terno de Reis é liderado por Dana Vande, umas das mais importantes personagens da tradição de reis do Alto Sertão.

O evento contará com a participação de Luíz Benevides, organizador do Festival de Ternos Reis de Caetité, da Prof. Sandra Célia Silva, Pesquisadora da UNEB, e de Anderson Cunha, um dos coordenadores do Antiquis e produtor musical do CD.

O Antiquis é uma organização independente que estuda a arte e registro da memória cultural do Sertão Antigo, sua herança, tradições populares e costumes. O evento de lançamento será às 19h no auditório Anísio Teixeira – Caetité-BA

O Terno de Reis da Fazenda Boa Sorte

Ao pôr do sol, enquanto nas cidades o dia apenas ensaia diminuir o passo, o silêncio e a calma já se aconchegaram em Pajeú do Vento. Pela estrada tortuosa, de terra, que liga o distrito a Caetité viajaram os antepassados de Ivanir dos Santos Silva, Dona Vande. Negra, filha de um respeitado cantador de reis, Vande cresceu fascinada com o universo dos reisados e nunca se acostumou às negações do pai aos pedidos para tocar e cantar a música que aprendia vendo os mais velhos louvando o natal, todos os anos, no início de janeiro. “Fêmea é fora”, dizia o pai sem imaginar que Vande iria seguir sua tradição, porém, com seu próprio terno de reis, formado em sua maioria por mulheres, todas da família e indo de encontro à tradição onde a apenas aos homens é permitido participar da folia.
A voz de Vande vem de muito longe, corta o ar afinada, livre das correntes que prendiam seus ancestrais, traz o som inconfundível das marcas do tempo e da luta na lavoura para sustentar os sete filhos e o marido doente. É na sua fé e na paixão pela Folia de Reis que Vande, suas filhas e irmãs dizem buscar forças para, a cada ano, fazerem o “giro”, como se referem à peregrinação de seis dias, de 01 de janeiro até o retorno à casa no dia 06, dormindo muitas vezes ao relento, expostas ao frio e aos animais.

serie-reisados-convite-453x630Vande recita de cor todos os versos que aprendeu ainda jovem e, por saber escrever apenas o próprio nome, lamenta não poder registrá-los num caderno. As letras que resistem viajaram gerações na oralidade e, em grande parte, sua origem vem se perdendo há tempos, desde quando portugueses adotaram o Sertão como sua nova pátria e viram suas tradições populares ganharem curvas e cores com os ritmos e cantos dos africanos trazidos para o cativeiro. Curiosamente, da tradição que comemora o nascimento de Cristo, ainda preservada pelo decrescente isolamento de muitas regiões do sudoeste baiano, emanam sinais do fio condutor que nos liga ao nascer do povo brasileiro em sua origem primeira, real e encantadora.

Integrantes do Terno:
Integrantes:
Ivanir dos Santos Silva (Vande)
Araci Gonsalves dos Santos
Lúcia Regina Dos Santos Silva
Jane Maria dos Santos Silva
Ivan dos Santos Silva
Jenivaldo dos Santos Silva
Helena dos Santos Souza

FONTE: ANTIQUIS

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui