São Paulo – Pelo menos 10% dos paulistas portadores do vírus HIV não sabem que têm a doença, estima a Secretaria da Saúde do estado. Com o objetivo de diminuir os casos não notificados, possibilitar um diagnóstico precoce e promover um tratamento adequado ao paciente serão feitos, até 1º de dezembro, Dia Mundial de Combate à Aids, pelo menos 40 mil testes rápidos anti-HIV. A quinta edição da Campanha Fique Sabendo vai fazer também testes de sífilis e hepatites virais. (Foto: Marcelo Camargo/ABr)

Informe

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) realizou 4.573 testes rápidos de HIV e sífilis, até a tarde desta terça-feira (28). Do total, 94 foram reagentes, sendo 12 positivos para HIV/Aids, 74 para sífilis, quatro para hepatite B e quatro para hepatite C. “Fazemos os testes e damos o aconselhamento. Em caso positivo, a pessoa atendida já sai com a consulta agendada. Sendo negativo, reforçamos a importância da prevenção”, afirma a coordenadora do Programa Estadual de DST/Aids da Sesab, Maria Aparecida Rodrigues.

Ela ressalta ainda que os testes rápidos para sífilis e hepatites B e C são de triagem, ou seja, são necessários exames confirmatórios. A pasta ainda distribuiu 2 milhões de camisinhas nos circuitos do Carnaval de Salvador e Porto Seguro. De acordo com o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, o planejamento buscou facilitar o acesso dos foliões aos preservativos. “Realizamos ações nas ruas da capital e do interior, bem como montamos stands nos circuitos, possibilitando intensificar a ação educativa e a realização de testes rápidos para identificar DSTs”, destaca Vilas-Boas.

Na capital, os postos de testagem foram montados em Ondina, na Avenida Adhemar de Barros, e outro na Barra, na Avenida Centenário. Já em Porto Seguro, foi instalado na Passarela do Descobrimento. Já a Secretaria Municipal de Saúde, nos postos do programa Fique Sabendo, confirmou 36 casos de HIV e 161 casos de sífilis. Um rapaz de 17 anos foi diagnosticado com o vírus HIV. Somando os dados municipais e estaduais, foram 48 casos de HIV e 235 de sífilis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui