30.7 C
Guanambi
24 C
Vitória da Conquista

O Brasil será atingido por furacão mais forte que o Irma?

9,060FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever
Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Advertisement

O furacão Irma, que deixou 41 mortos em sua passagem pelo Caribe e a Flórida, nos Estados Unidos, é o mote da mais recente notícia falsa a iludir internautas brasileiros em redes sociais e no WhatsApp. Um texto publicado pelo Revista NP, blog já conhecido pelas mentiras que espalha, garante que o Brasil será atingido por um furacão ainda mais devastador que o Irma, cuja categoria chegou a 5 na escala Saffir-Simpson, a mais alta possível. “Meteorologia prevê furacão no Brasil 4x mais forte que Irma nos EUA”, é o título da “reportagem”, replicada por outros sites, como o Gospel Five e o Rota da Notícia.
Leia abaixo o que diz o texto:
“Hoje eu estava lendo algumas notícias na internet e me deparei com uma notícia que me deixou assustado, eu li que um furacão pode atingir o Brasil ainda esta semana segundo informações da meteorologia. Furacão pode atingir o Brasil segundo meteorologistas. Os bombeiros de todo o Brasil estão em estado de alerta por conta de um possível furacão previsto para esta semana em terras brasileiras. Furacão no Brasil tem 85% de chances de acontecer segundo Instituto. O IMBRAIM (Instituto de Meteorologista Brasileiro Associado Internamente) deixou claro que há cerca de 85% de chances de um furacão passar pelo Brasil ainda esta semana. “Provavelmente conheceremos a fúria de um furacão. E preparem-se pois o furacão que está se aproximando terá cerca de 10 vezes mais força que o Katrina, que devastou os EUA em 2005. É bom que estejamos preparados para o pior, por isso os bombeiros já estão fazendo um treinamento próprio para lidar com este tipo de situação” disse Fraga Mello, capitão de emergências do IMBRAIM.”
Após publicar a notícia falsa, ontem, o Revista NP foi suspenso nesta terça-feira. Quem visita o endereço se depara com um aviso de que “this account has been suspended” (esta conta foi suspensa):

No perfil do blog no Facebook, no entanto, é possível ver que o próprio publicou um desmentido do boato sobre o furacão que atingiria o país. Até onde é possível ler, o site afirma que “a notícia é falsa, graças a Deus o Brasil não tem nenhum furacão recentemente relatado”. Não tivesse o Revista NP voltado atrás, não faltariam ao leitor elementos para atestar que se trata de uma notícia falsa. Em primeiríssimo lugar, o bizarramente nomeado Instituto de Meteorologista Brasileiro Associado Internamente (IMBRAIM) simplesmente não existe. A estimativa de que há 85% de chances de um furacão atingir o país, portanto, é fictícia, assim como o tal Fraga Mello, “capitão de emergências do IMBRAIM” e responsável pelo alerta. Além disso, o texto do boato cita apenas o furacão Katrina, que em 2005 deixou 1.833 mortos em sua passagem pelas Bahamas e os estados americanos de Flórida, Louisiana, Mississippi e Alabama – e sequer menciona o Irma. Isso acontece porque a notícia falsa sobre a tormenta no Brasil foi publicada originalmente em 2013. A primeira versão, criada pelo site Jornal VDD, é arrematada pelo seguinte trecho, que entrega o ano de criação da lorota: “Gente se isso for verdade mesmo temos que pedir muito a Deus para que desvie esse furacão para bem longe, que deu medo isso em mim deu meu amigo e em você? Se você tem medo de um furacão no Brasil em 2013 Compartilhe esta notícia no botão abaixo”. Na ocasião, o Climatempo, site especializado em meteorologia, desmentiu o boato. Por meio de um vídeo publicado no YouTube, a meteorologista Josélia Pegorim declarou que “não existe nenhum furacão, nenhum tornado. Aliás, tornado pode até aparecer. Mas furacão não tem nenhum para entrar aqui”. (voz da bahia)

- Advertisement -
Brasil O Brasil será atingido por furacão mais forte que o Irma?

Deixe uma resposta

Relacionadas