Agência Sertão

O governo federal estuda dar fim ao famigerado horário de verão. Caberá a presidência da república tomar a decisão final. A Casa Civil federal recebeu um estudo do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e do Ministério de Minas e Energia que concluiu o horário de verão é inútil quando se refere a questão da economia de energia. Eles chegaram a conclusão ainda, que os efeitos do horário de verão estão “próximos da neutralidade”.

Embora há apoio por parte da população, a medida prejudicava a Bahia, pois o governo estadual preferia não adotar a medida, apesar dos pedidos dos empresários e das agências de turismo. A Bahia sofria com o atraso nos negócios de câmbio para o exterior, a incompatibilidade de horários dos voos nos aeroportos e o expediente reduzido na Bolsa de Valores de São Paulo e a expectativa de atrair mais turistas para o estado. Era como se o Brasil fosse dividido em dois, com os estados do nordeste ficando de fora do horário de Brasilia.

Mas a deliberação de dar fim ao horário de verão ainda não está tomada e ainda há uma avaliação de que o horário faz parte da tradição do brasileiro e isso também conta na decisão. Entre os técnicos que defendem a medida dentro do governo, alegam que o horário de verão pode ser bom para o comércio e turismo, apesar do choque na economia d energia seja pouco. No passado quando o horário era mais eficiente, as pessoas e empresas eram de certa forma obrigadas a encerrarem suas atividades com o dia ainda claro, evitando que luzes e equipamentos fossem ligados quando a iluminação noturna estivesse acesa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui