16.1 C
Guanambi
12.7 C
Vitória da Conquista

Salvador ganha primeira casa de acolhimento para LGBTs

O projeto inclui serviços gratuitos de assistência social, psicologia e assistência jurídica e funciona como espaço de promoção e difusão cultural, arte e conhecimentos, através de cursos profissionalizantes dos quais os jovens serão capacitados para o mercado de trabalho

9,225FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever

Últimas Notícias

Mais Lidas

Salvador ganhou sua primeira casa de acolhimento para pessoas LGBTQIA+: a CASA A. O Instituto Adé Bahia realiza no próximo domingo (19), a partir das 9 horas, um mutirão solidário da diversidade em prol do espaço  focado na acolhida, defesa e promoção dos direitos humanos e sociais da população LGBTQIA+. O evento acontece na sede da entidade, localizada na Rua Primeiro Barreiro, nº 21 em Monte Serrat, Salvador-BA.

Segundo o Correio, será ministrada oficina de mosaico e grafite com artistas voluntários, que irão ornamentar o espaço físico da CASA A. Além da oficina, o evento vai oferecer feijoada (R$ 20 /o prato) e bebidas (água, refrigerante e cerveja) no local. Os valores adquiridos serão usados para custear a institucionalização e formatação da entidade. Com esse mesmo objetivo, será lançada uma “vaquinha online”, mobilizando a população na arrecadação de recursos para manutenção do projeto.

A​ ​CASA A é uma iniciativa do Instituto Adé Bahia, uma organização da sociedade civil estadual, sem fins lucrativos, com sede em Salvador e atuação em todo estado da Bahia. É a primeira casa de acolhimento para LGBTs da Bahia, inspirada em modelos de sucesso já implantados no Brasil e no exterior. Na capital, o foco são as vítimas de violências e em situação de abandono, expulsos de seus lares em função da orientação sexual e identidade de gênero.

O projeto inclui serviços gratuitos de assistência social, psicologia e assistência jurídica e funciona como espaço de promoção e difusão cultural, arte e conhecimentos, através de cursos profissionalizantes (informática, empreendedorismo, idiomas, orientação profissional etc), dos quais os jovens serão capacitados para o mercado de trabalho,segundo informações do Correio.

Bahia Salvador ganha primeira casa de acolhimento para LGBTs

Deixe uma resposta

Relacionadas