Da Redação da Agência Sertão*

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia incluiu sete novos foragidos considerados entre os mais perigosos da Bahia no baralho do crime. Está foi a primeira atualização do baralho em 2018.

O homicida e traficante João Cleison Mota Carcalho, o “Didi”, substituiu Allan Keyson Regis de Souza, o “Jegue”, capturado em novembro. O novo integrante do ‘Valete de Paus’ é conhecido por sua atuação na cidade de Ribeira do Pombal.

Outro integrante que terá sua foto estampada no naipe de Paus é Manoel Rafael Bispo de Jesus, o ‘Jorge Bocão’, procurado por sequestro na região de Valença. Ele assume a carta ‘Nove’ no lugar de Ronaldo Santos de Carvalho, o ‘Nal’, cujo mandado de prisão foi revogado.

Veja Também: Guanambiense Baú é integrado ao Baralho do Crime

Fechando o naipe de Paus, o Amauri Francisco de Sousa, o ‘Babá’, acusado de sequestro na região Seabra, terá sua foto estampada na carta de número oito, em substituição a Artur Arlindo Barbosa Pacheco, o ‘Arturzinho’, preso recentemente durante operação policial em Ondina.

Procurado por homicídio qualificado, Zinho estampa a o dez de Ouros

O ‘Dez de Ouros’ do baralho do crime agora é Cláudio Santos Nascimento, o ‘Zinho’, que costuma agir no bairro de Itapuã. Procurado por homicídio qualificado, ele remove Douglas Santos desta carta.

No naipe de ‘Espadas três mudanças, Ricardo Lima Ribeiro, o ‘Kadu’, Giovani Costa Marinho, o ‘Gel’, e Antônio Carlos Ribeiro da Conceição, o ‘Capenga’ assumem as cartas ‘Sete’, ‘Cinco’ e ‘Quatro’. Ambos são procurados por homicídio qualificado e atuavam em Itapuã e adjacências.

Em 2016, o traficante Fabiano Almeida dos Santos, o Baú, faz parte da lista dos mais procurados do Estado. Ele é acusado de liderar o tráfico de drogas e de ser mandante de uma série de homicídios em Guanambi.

O baralho do crime é uma ferramenta criada para ajudar na localização de criminosos em todo o Estado. O baralho está disponível através do site do Disque Denúncia. Toda pessoa, de forma sigilosa, pode contribuir com o trabalho policial e ajudar na captura dos bandidos, com informações pelos telefones 181 (para o interior do estado) e 71 3235-0000 (para Salvador).

Com Informações da SSP/BA