Reprodução

Maria Rocha Roque foi colocada em liberdade nesta sexta-feira (8) por decisão da justiça. Elar estava presa desde 11 de janeiro, acusada de tentar vender o filho de 12 anos por R$ 70 mil, no município de Santa Maria da Vitória, no oeste da Bahia. A mãe da criança recebeu liberdade provisória e vai responder ao processo fora da prisão.

O homem acusado de negociar a compra também foi solto, Sinvaldo Lenes Vieira, de 71 anos. Ele pagou uma fiança de dois salários mínimos e deixou a cadeia na última quarta-feira (6).

Maria Rocha Roque foi indiciada pela Polícia Civil por tráfico de pessoas, abandono de incapaz e comunicação falsa de crime. Já Sinvaldo Vieira foi indiciado por tráfico de pessoas, ele nega participação no crime.

Sinvaldo foi acusado pela mãe do garoto em depoimento na delegacia de ser o intermediário na venda da criança. Também em depoimento, Maria revelou que venderia o adolescente por raiva, porque o garoto é fruto de um estupro. A polícia não tem informações sobre quem teria sido o autor do abuso. De acordo com o G1, o delegado Leyvinson Rodrigues, que investiga o crime, informou que a criança está com a avó materna na cidade de Botuporã.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui