Radiografia mostrou aparelho escondido no ânus do detento - Foto: Polícia Militar/Divulgação

Durante a operação Macaúbas um detento foi flagrado no Presídio de Bocaiuva, no Norte de Minas, com um aparelho celular no ânus, nesta segunda-feira (11). O homem, que não teve idade divulgada, já cumpre pena na unidade e é um dos alvos investigados na operação realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em parceria com a Polícia Militar. O detendo foi levada para um hospital para a retirada do aparelho.

Até a tarde desta segunda-feira, quatro mulheres e 35 homens foram presos na ação. As investigações duraram mais de um ano e identificaram que líderes de pelo menos cinco grupos criminosos atuavam no tráfico de drogas nos Bairros Pernambuco, Zumbi, Beija Flor e Nossa Senhora Aparecida, em Bocaiuva. Os líderes destes grupos, segundo o Ministério Público, comandavam os crimes de dentro dos presídios Regional e Alvorada, em Montes Claros; em Bocaiuva, e em São Joaquim de Bicas, na região metropolitana de Belo Horizonte.

“Para nós, que investigamos, é extremamente frustrante saber que depois que determinadas pessoas são julgadas, condenadas e recolhidas em unidades prisionais para cumprimento da pena, ainda assim encontrem ambiente favorável para continuarem liderando de forma confortável e operando todo a criminalidade violenta no Norte de Minas”, explica o subcoordenador do Gaeco, Flávio Márcio Pinheiro.

Veja a matéria completa no G1 Grande Minas

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui