Reprodução
Anúncio

O Garantia Safra na Bahia é um recurso importante em tempos de seca, por meio deste beneficio, os agricultores ficam asseguradas quando existe um grande prejuízo na safra. No entanto, neste ano os beneficiados estão prejudicados por conta do atraso no repasse.

O auxilio é uma ação do Programa Nacional de Fortalecimento de Agricultura Familiar (Pronaf) e tem como principal público as famílias que residem em  municípios sujeitos as perdas de safras devido à seca ou ao excesso de chuvas. Sendo assim, os agricultores de Guanambi e região que perderam pelo menos 50% da safra devido a seca tem direito ao beneficio.

O valor pago é de  R$ 850 para cada família. Em Guanambi, segundo a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, são mais de 2 mil  famílias que necessitam deste auxílio para arcar com os prejuízos nas colheitas. O seguro é custeado pela União, estados, municípios e pelo próprio agricultor.

Colabore

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e ganhe recompensas exclusivas, saiba mais!

Na região do Sertão Produtivo, cerca de 13 dos 20 municípios foram prejudicados. Segundo o secretário de agricultura de Guanambi, Hélio Perreira, o Garantia Safra é pago em cinco parcelas e o atraso é consequência da mudança de governo. “Aconteceu a extinção do Ministério do Desenvolvimento Agrário, diminuíram a quantidade de técnicos no setor e entre outras medidas.  Sendo assim, como este novo modelo estrutural sucedeu este atraso que afeta várias famílias da região”, explica Perreira.

Segundo o secretário, a expectativa é que o beneficio seja pago em março deste ano, no entanto, nenhum informação oficial foi anunciada.

Confira o áudio desta matéria

Deixe uma resposta