O reitor do Instituto Federal Baiano, professor Aécio José Araújo Passos Duarte, emitiu nota nesta sexta-feira (3), falando sobre o contingenciamento orçamentário imposto à educação com os recentes cortes do Governo Federal. Na nota, o reitor pontua ações que a instituição precisa adotar para se adequar às medidas.

Ainda segundo o reitor, o contingenciamento foi 30% no orçamento total do IF Baiano, sendo que para as ações de custeio, o corte chega a quase 40% em relação ao que está estabelecido pela Lei Orçamentária de 2019.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

Para superar os cortes, a instituição deverá realizar uma revisão geral das ações que envolvem orçamento de custeio, tais como: reuniões, cursos de capacitação, eventos e viagens técnicas. Os contratos continuados, como os serviços de conservação e vigilância também deverão ser revisados, assim como os custos com as unidades educativas de produção deverão ser diminuídos.

O reitor ainda pontou que as reuniões de colegiados, grupos de trabalho, comitês e comissões devam ser feitas, prioritariamente, via web conferência, reduzindo custos de diárias e passagens. Por fim, a recomendação foi para a racionalização do consumo de água e energia, diminuição da quantidade de impressões, dando preferência a versão digital dos documentos, e a redução do uso de veículos oficiais.

Após as recomendações, o reitor do IF Baiano afirmou que buscará, incansavelmente, soluções para reverter este quadro, a fim de retomar a normalidade das atividades da instituição. Ele se reunirá na próxima quinta-feira (9) com o secretário da Secretaria de Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica, SETEC/MEC para expor as dificuldades que estamos enfrentando

Confira o áudio desta notícia

Veja a nota na íntegra

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui