Foto: Blog do Latinha

Foi publicada no Diário Oficial, desta segunda-feira (6), a lei nº 1.234 de 30 de abril de 2019. Essa lei dispõe sobre a criação do dia da Consciência Negra no município de Guanambi, como evento anual no calendário. O projeto de lei foi proposto pelo vereador Fabrício Lopes (PSD)

Com a publicação, fica instituído o dia 20 de novembro como o Dia Municipal da Consciência Negra. A data será incluída no calendário oficial de eventos do município. Além disso, o dia será comemorado nas unidades da rede municipal de ensino público com atividades destinadas a resgatar a importância social, histórica e cultural do negro na formação do Brasil contemporâneo.

A lei estabelece que a administração Pública Municipal, através da Secretaria de Cultura Esporte e Lazer de Guanambi, preste colaboração às entidades do Movimento Negro envolvidas na organização das atividades que constem no programa de comemorações do Dia da Consciência Negra no Município.

Tradicionalmente o município comemora o dia da Consciência Negra com o cortejo do Grupo Afromalêko. O grupo desfila todos os anos, pelas ruas de Guanambi, para difundir a cultura e a história dos povos afro-brasileiros e chamar a atenção sobre o racismo e a intolerância religiosa.

No ano passado, as atividades da Semana da Consciência Negra, na cidade, iniciaram no dia 16 de novembro e perduraram até o dia 20 – com roda de conversa, roda de capoeira, exposição de artesanato, roda de samba, dentre outras.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado, no Brasil, em 20 de novembro. Foi criado em 2003 como efeméride incluída no calendário escolar — até ser oficialmente instituído em âmbito nacional mediante a lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011, sendo feriado em cerca de mil cidades em todo o país e nos estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro através de decretos estaduais. A ocasião é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A data foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.

Confira o áudio desta notícia

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui