(Brasília - DF, 20/05/2019) Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro. Foto: Marcos Corrêa/PR

O Jornal Estado de São Paulo publicou pesquisa neste domingo (2), realizada pelo Instituto Ideal Big Data, sobre a aprovação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Sobre a avaliação do Governo, o percentual que desaprova o Governo é de 36% dos entrevistados (18% desaprova e 18% aprova totalmente). Os que aprovam o Governo correspondem a 31% (23% aprova, 8% aprova totalmente. O restante, 33%, responderam que não aprovam nem desaprovam o Governo.

Segundo a pesquisa, 41% dos brasileiros acreditam que o Brasil está indo para o caminho incorreto com as ações do atual governo. Já para 39% dos entrevistados, as ações do governo colocam o país no caminho correto. O restante, 20% dos entrevistados, disseram não saber a resposta.

Pesquisa Big Data / Estado de São Paulo

O acompanhamento mostra forte queda na aprovação do presidente. A soma dos eleitores que aprovam ou aprovam totalmente o governo era de 49% em janeiro. Hoje, é de 31%. Já a soma dos que desaprovam ou desaprovam totalmente o governo subiu de 21% para 36% entre janeiro e maio. A Ideia Big Data ouviu 1.660 pessoas. A margem de erro é de 3,2 pontos, para mais ou para menos e as pesquisas são realizadas entre os dias 3 e 6 de cada mês.

O jornal avalia que a queda de aprovação tem sido mais significativo em parte expressiva do eleitorado que votou no então candidato do PSL apenas no segundo turno da eleição presidencial de 2018. Segundo a publicação, essa parcela de eleitores, em tese, aderiu a Bolsonaro com o objetivo de evitar a volta do PT ao governo federal.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

A pesquisa aponta ainda que a maior parte dos eleitores que optaram por Bolsonaro e hoje rejeita o governo é formada por mulheres com idade entre 25 e 40 anos, integrantes das classes B e C, não evangélicas e que vivem em cidades com mais de 200 mil habitantes nas regiões Norte e Nordeste. Eles votaram no presidente apenas no segundo turno e representam cerca de 10 pontos porcentuais dos 18 que Bolsonaro perdeu desde a posse, conforme a série mensal de pesquisas do Ideia Big Data.

Segundo a pesquisa da Ideia Big Data, a maior parte dos eleitores que optaram por Bolsonaro e hoje rejeita o governo é formada por mulheres com idade entre 25 e 40 anos, integrantes das classes B e C, não evangélicas e que vivem em cidades com mais de 200 mil habitantes nas regiões Norte e Nordeste.A desaprovação da atual administração tem como eixo central a persistência da crise econômica e do desemprego em níveis elevados, diz o jornal.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui