Reprodução

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o Estado da Bahia fechou 2.275 vagas em julho deste ano. O resultado é pior do que o registrado em junho, quando foram registrados 2.362 novos postos de trabalho.

Em relação a julho de 2018, o resultado também é pior. Naquele mês foram geradas 1.672 vagas de trabalho.

A baixa no emprego foi impulsionada pela entressafra de algumas culturas agrícolas, principalmente do café. A função de Trabalhador da Cultura de Cafe teve saldo negativo, foram 2.146 demissões frente a apenas 300 contratações.

Só na micro-região de Porto Seguro, com o fim da safra, 1.540 trabalhadores ficaram sem emprego após a colheita do café.

Veja o guia de oportunidades da Agência Sertão

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

Ainda na área agrícola, a função de Trabalhador Volante da Agricultura também teve saldo negativo expressivo. 533 trabalhadores que exercem esta função fincaram sem trabalho em julho.

O segundo setor onde houve mais demissões é o de telemarketing. No mês, 1.659 trabalhadores perderam o emprego. Foram registradas 1.868 demissões e 209 admissões.

Com o fim das festas juninas, o comércio varejista também demitiu. O cargo de Vendedor teve o terceiro maior saldo negativo, 903. Foram demitidas 3.546 pessoas e contratadas 2.643 em todo o Estado.

Entre os cargos que mais contrataram, Faxineiro vem em primeiro lugar, com 556 novas vagas, sendo admitidos 1.989 profissionais e 1,433 sendo demitidos. Auxilar de Escritório aparece em segundo lugar com 387 novos postos e Servente de Obras em terceiro, com 363 vagas abertas.

No setor agrícola, o saldo positivo foi para as funções de Trabalhador da Cultura de Cana-De-Açúcar, 309 vagas, Trabalhador no Cultivo de Arvores Frutíferas, 303 e Operador de Maquinas de Beneficiamento de Produtos Agrícolas, 145 novos postos de trabalho.

Em Guanambi, o saldo das vagas de trabalho foi positivo em julho, sendo criados 87 novos postos.

Em todo o país, segundo os dados do Caged, foram abertas 47.319 novas vagas de trabalho no mês de julho. O sado do ano é de 418.253 postos de trabalho com carteira assinada.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui