Lay Amorim / Achei Sudoeste

Os alunos podem ser prejudicados com o atraso de salário dos professores e monitores do transporte escolar em Caetité. Os profissionais estão com o salário atrasado há meses e falam em paralisação das atividades.

Além da denúncia de atraso, de maneira anônima para a Agência Sertão, os profissionais afirmam que só irão trabalhar essa sexta-feira (06).  “Nós monitores do trasporte escolar do distrito de Maniaçu só vamos trabalhar até hoje. Se o pagamento sair na segunda trabalharemos normalmente e se não acontecer, só retornamos quando o pagamento for feito”, afirma uma monitora.

A profissional também ressalta – “Alguns profissionais já pararam de trabalhar. Sempre aconteceu atraso no pagamento, só que não como agora. Era assim, atrasavam três meses e depois pagavam um. E agora estamos completando quatro meses de atraso no dia 18 sem salário”.

A Agência Sertão entrou em contato com a prefeitura de Caetité, no entanto, até o momento não obteve resposta.

Denuncia de atraso é constante

A denúncia e o atraso do salário dos profissionais contratados para o município é frequente. Em julho desse ano, após divulgação de uma das atrações dos festejos de Nossa Santana em Caetité, foi veiculado em rádios, redes sociais e sites que os salários dos servidores da Prefeitura de Caetité estavam atrasados há dois meses.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

A prefeitura em nota, confirmou o atraso do salário, no entanto, afirmou que o atraso era apenas de dias. A justificativa do atraso, à época, foi que prefeitura estava em crise político-financeira.”Vivemos hoje com uma arrecadação semelhante à de 11 anos atrás. E a administração tem trabalhado para fazer com que o município se desenvolva, apesar de todos esses percalços, com mais educação e mais infraestrutura”, justifica a nota.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui