(foto: IDSB)

Estas bonecas de pano se tornam ainda mais bonitas quando conhecemos quem as criou: Luzia Torres. Dona Luzia aprendeu a fazer bonecas num colégio de Freiras, onde estudou quando era criança. Depois de adulta, vivia dizendo que quando aposentasse, iria procurar algo pra fazer.

Resolveu aproveitar o tempo livre para levar conhecimento e amor às outras pessoas. Criou um grupo de mães na comunidade e as ensinou a aproveitar os retalhos e costurar as bonecas.

A boneca preta é a mais vendida e símbolo da fábrica – (foto: IDSB)

Veja mais sobre econômica solidária

Deu tão certo que hoje a associação possui até um espaço para a produção e é assessorada pela Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), por meio do Cesol Sertão Produtivo e do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Baiano.

As encomendas não param de chegar e Dona Luzia já recebeu vários prêmios em reconhecimento!! Inclusive, o selo da Bahia!

O carro – chefe do empreendimento é a boneca preta. A primeira, Dona Luzia fez em homenagem à avó. Sempre que participa de eventos e feiras, a boneca vai junto. Não falta cliente interessado, mas aquela “escondidinha”, exposta sempre no cantinho da barraca,  não está a venda. Ela é como um troféu pra Dona Luzia, com um valor emocional infinito!

Mas, Dona Luzia não é a única que sente esse carinho gigantesco. O sucesso do grupo mostra que as bonecas pretas têm um significado especial não só para as criadoras, mas para o público que se sente representado… para as crianças que se enxergam ali, em cada traço. Não é uma boneca qualquer, é um símbolo de luta, resistência e  empoderamento! Os sentimentos que cada uma provocam realmente não têm preço!

A produção de bonecas de pano foi iniciada em 2002, a fabrica funciona no bairro BNH.

As Bonecas de Pano Guanambi são encontradas na Casa do Artesão e na loja do Cesol. Encomendas podem ser feitas pelo telefone (77) 99129-7859 (Dona Luzia).

Veja uma reportagem, gravada em 2013, mostrando o trabalho de fabricação de bonecas:

Com informações da Ascom do IDSB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui