Tempo chuvoso na Serra Geral na região de Guanambi - Foto: Agência Sertão

O domingo (29) foi com registro de pancadas de chuva em vários municípios da Região de Guanambi. O tempo instável segue até a próxima terça-feira (1º), no entanto, a chuva deve voltar a cair em forma de pancadas e de maneira isolada.

As principais localidades que registraram as primeiras pancadas de chuva da primavera ficam ao oeste de Guanambi.

*Vídeos enviados de Tanque Novo e Riacho de Santana

A Agência Sertão recebeu relatos de chuva na região do Vale do Iuiú, entre os municípios de Palmas de Monte Alto e Iuiú, em alguns casos foram registrados volumes superiores a 20 mm.

Também foram registradas chuvas em Igaporã, Malhada Riacho de Santana e Tanque Novo.

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

Leitores também relataram pancadas de chuva em algumas localidades do município de Caetité, Sebastião Laranjeiras e Pindaí, principalmente nas regiões de maior altitude, próximas à Serra Geral. Em Guanambi não choveu, no entanto o tempo ficou abafado durante todo o dia e parte da noite.

Tempo nublado na Zona Rural de Guanambi – Foto: Agência Sertão

A umidade chegou à região após a formação de uma pequena zona de convergência de umidade entre o oceano e o continente. Esta condição foi formada por um leve sistema de baixa pressão no oceano, próximo ao litoral da Bahia.

Esse sistema de baixa pressão no oceano, aliado ao sistema atmosférico conhecido como Alta da Bolívia está espalhando muita umidade pelo centro norte do Brasil, principalmente para o centro sul do estado da Bahia favorecido pela baixa pressão atmosférica no oceano.

A alta da Bolívia facilita a circulação e a canalização de umidade em forma de cavados (células de nuvens) de noroeste para o leste do Brasil.

Essa alteração no tempo já havia sido noticiada pela Agência Sertão, que adiantou que o produtor rural da região ainda não deveria se animar, porque esse sistema de circulação atmosférica não irá pôr fim à estação seca nessa região semiárida.

As notícias e as imagens da chuva pela região que circulam pela internet, mostram que as precipitações foram rápidas e de baixa intensidade pluviométrica.

A estiagem agrícola, período sem registro e chuvas de pelo menos 10 mm, chega a 171 dias na região.

A meteorologia aponta que ainda deve demorar a chover com intensidade na região. O mês de outubro deve ser seco, com pequena possibilidade de chuva na última semana.

A chuva deve começar a cair de forma expressiva e generalizada na região apenas em meados de novembro.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui